Publicado em 13/02/2017 as 10:00am

Brasileira que recebeu violão de doação, doa o instrumento para uma adolescente

Meses após fazer um apelo pedindo a doação de um violão, brasileira ajuda adolescente que também pedia o instrumento.

Mais uma vez a comunidade brasileira se mostrou solidária. Há alguns dias uma mãe publicou em um bazar da comunidade brasileira no Facebook um pedido especial. O marido e a filha Anny Gabrielly , 13 anos, se mudaram para Boston e a menina não pode trazer seu violão do Brasil. “Meu marido e minha filha foram para Boston faz pouco tempo e minha filha não pode levar o violão dela que é uma coisa que ela sempre amou. Como vocês todos sabem, o começo é complicado e meu marido não tem como dar um violão para ela, venho pedir que se alguém tiver um violão para doar eu ficaria muito feliz”. Horas depois da publicação uma pessoa se ofereceu para doar o instrumento.

A brasileira que fez a doação é Cleyse Rodrigues, moradora de Framingham (Massachusetts), ela nasceu em Natal (Rio Grande do Norte) e chegou nos EUA há oito meses. Em conversa com o Brazilian Times, Clayse contou o que a fez tomar a atitude de doar o instrumento para a adolescente: elas passaram pela mesma situação.  “Quando vim pra cá meu coração ficou partido em ter que deixar meu violão para trás”, conta. “Cheguei aqui, ainda não tinha trabalho, por isso não tinha condições de comprar um violão. Fiz uma publicação, assim como a mãe dessa jovem, pedindo se alguém podia me doar um violão. Uma conhecida viu a publicação, disse que não tinha o instrumento para me doar, mas que iria me ajudar a conseguir um e conseguiu. Meses depois uma pessoa que veio da minha cidade pra cá trouxe o meu violão do Brasil pra mim, então resolvi contribuir e doá-lo, assim como fizeram pra mim. Meu esposo que viu a publicação e entramos em contato”, relata Cleyse.

A psicóloga brasileira Marcia Souza afirma que para as pessoas que tocam instrumentos, um instrumento musical é muito importante na fase de adaptação em um novo país e em uma cultura diferente. “Principalmente quando se esta em outro país, o que para muitos é apenas ‘um instrumento’, para outros é uma forma de se expressar através da música e também matar a saudade do país de origem. Quando se trata de um adolescente, isso é ainda mais importante no processo de adaptação. De forma geral o brasileiro é muito solidário. Essa atitude da Clayse em retribuir o que recebeu é muito interessante e certamente marcará essa jovem”, relata.

 A mãe de Anny conta que a filha vibrou ao saber que irá ganhar o violão nos próximos dias. “Nossa se eu pudesse te mandar o áudio que ela mandou no meu WhatsApp quando soube que tinha ganhado o violão...  Ela ficou muito feliz, até se emocionou. Já pediu para doar o dela que esta aqui no Brasil.”

Fonte: Thaís Partamian Victorello