Publicado em 24/02/2017 as 2:26pm

Advogado afirma que contratar agentes de imigração não é preocupante

"O que mais chamou minha atenção são as buscas por quem abusou do sistema público", afirma Brack

O advogado Danilo Brack é bastante conhecido na comunidade brasileira nos Estados Unidos e muito respeitado quando o assunto é imigração. Um profundo conhecedor do assunto, ele conversou com a redação do jornal Brazilian Times e falou sobre as novas ações do presidente Donaldo Trump contra os imigrantes indocumentados.

Para Brack, o anúncio de que o Departamento de Segurança Interna (HSI, sigla em inglês) vai contratar mais de 10 mil agentes de imigração não é o mais preocupante. “Ele disse que o mais preocupante nesta ação é a execução de buscas por pessoas que “abusaram” da assistência pública, pois estas pessoas não são consideradas criminosas. “Isso vai gerar muita polêmica, pois é uma mudança de foco na prioridade anunciada por Trump no início do seu mandato”, disse.

Entre os imigrantes que se encaixam nesta nova medida, segundo afirmam os especialistas, estão aqueles que aplicaram para a chamada “Lei dos 10 anos”, sem ter direito. Brack explica que muitas pessoas acham que por estar no país há mais de 10 anos e ter um filho norte-americano já é um passo para se tornarem elegíveis. “Alguns aplicaram seguindo somente este critério e ludibriado por aproveitadores. Isso poderá colocá-los neste novo foco do presidente”, afirma.

Brack ressalta que, por falta de conhecimento, muitos pensam estar aplicando para a Lei dos 10 anos, mas na verdade estão entrando com pedido de asilo, enganado por pessoas que se aproveitam da situação. “A partir daí, a situação começa a ficar mais complicada, pois a possibilidade da pessoa ser deportada se torna mais real, o custo da defesa é altíssimo e as opções para evitar são limitadas e arriscadas”, explica ressaltando que com esta nova medida de Trump, ficará mais difícil a defesa.

REFORMA

Mesmo diante das medidas anunciadas pelo presidente, Brack ainda acredita que ele promoverá uma grande reforma nas leis de imigração. “Trump tem demostrado flexibilidade e mudança em suas posições relacionadas aos imigrantes indocumentados que vivem nos Estados Unidos há mais tempo e tem raízes nas comunidades, sem problemas criminais e outros requisitos”, disse.

O advogado cita que em todas as entrevistas, o presidente disse que iria pensar mais sobre a situação dos Dreamers e declarou que não tem intenção de separar as famílias. “O primeiro ponto é concentrar seu trabalho na segurança pública e remover imigrantes indocumentados criminosos. “Somente depois disso é que ele falará em legalizar os que ficaram”, disse.

Uma coisa que ninguém percebeu, conforme relata Brack, foi que na pré-posse, o website pessoal, Trump divulgou uma lista de 10 pontos relacionados à imigração, que incluía a construção do muro na fronteira e a remoção de imigrantes criminosos. “Mas no item de número 10, ele cita a reforma imigratória”, conclui.

Fonte: Brazilian Times