Publicado em 27/02/2017 as 10:00am

Waguinho do Cavaco morre aos 52 anos de idade

Muito querido da comunidade brasileira residente nos Estados Unidos, Waguinho se apresentava com frequência nos EUA

Vítima de uma parada cardíaca fulminante faleceu no último sábado (25), o compositor, cavaquinista, percussionista e cantor Waguinho do Cavaco, 52 anos. A informação foi confirmada por sua esposa, a brasileira Regina Telek, que contou ao Brazilian Times que conheceu Waguinho na quadra de uma escola de samba em 2001. “Eu o conheci na quadra de Unidos de Vila Isabel tocando com Joel Teixeira em 2001”, relembra.

Carioca da gema, nascido e criado nas antigas palafitas da Favela da Maré, o artista Waguinho do Cavaco teve sua trajetória musical iniciada aos 15 anos de idade, quando participou de seu primeiro concurso de música popular brasileira.

Autor do samba da Vila Rica de Copacabana, em homenagem a Chiquinho da Magueira, Waguinho é Penta-Campeão de samba enredo da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, Tri-Campeão pelo Império Serrano e foi cavaquinista da Escola de Samba de New York, chamada União da Ilha de Manhattan (Manhattan Samba).

Waguinho do Cavaco era muito querido da comunidade brasileira residente nos Estados Unidos, por isso apresentava-se frequentemente nos estados de New York, New Jersey, Connecticut e Massachusetts, além de já ter feito shows no Chile, Argentina, Paraguai e Suiça.

Seu primeiro CD "Waguinho do Cavaco e Convidados", foi muito importante para sua carreira, divulgando seu trabalho para um público nacional e internacional. O artista chegou a receber o prêmio de Melhor lançamento pela Associação de Imprensa Brasileira nos Estados Unidos.

Vítima de uma parada cardíaca fulminante faleceu no último sábado (25), o compositor, cavaquinista, percussionista e cantor Waguinho do Cavaco, 52 anos. A informação foi confirmada por sua esposa, a brasileira Regina Telek, que contou ao Brazilian Times que conheceu Waguinho na quadra de uma escola de samba em 2001. “Eu o conheci na quadra de Unidos de Vila Isabel tocando com Joel Teixeira em 2001”, relembra.

Carioca da gema, nascido e criado nas antigas palafitas da Favela da Maré, o artista Waguinho do Cavaco teve sua trajetória musical iniciada aos 15 anos de idade, quando participou de seu primeiro concurso de música popular brasileira.

Autor do samba da Vila Rica de Copacabana, em homenagem a Chiquinho da Magueira, Waguinho é Penta-Campeão de samba enredo da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense, Tri-Campeão pelo Império Serrano e foi cavaquinista da Escola de Samba de New York, chamada União da Ilha de Manhattan (Manhattan Samba).

Waguinho do Cavaco era muito querido da comunidade brasileira residente nos Estados Unidos, por isso apresentava-se frequentemente nos estados de New York, New Jersey, Connecticut e Massachusetts, além de já ter feito shows no Chile, Argentina, Paraguai e Suiça.

Seu primeiro CD "Waguinho do Cavaco e Convidados", foi muito importante para sua carreira, divulgando seu trabalho para um público nacional e internacional. O artista chegou a receber o prêmio de Melhor lançamento pela As sociação de Imprensa Brasileira nos Estados Unidos.

Fonte: Brazilian Times