Publicado em 20/03/2017 as 11:00am

Xerife do Condado de Elkhart afirma que não vai prender imigrantes indocumentados

"Se você está aqui sem documentos, eu não me importo se é criança ou adulto, você está vivendo pacificamente e está obedecendo a lei estadual, não tem nada com que se preocupar", disse Brad Rogers.

O xerife do Condado de Elkhart (Indiana), Brad Rogers, disse que não tem interesse em trabalhar com o Governo Federal na aplicação das leis de imigração. Ele ressaltou que não vai prender residentes de sua jurisdição só pelo fato deles estarem ilegalmente no país. “Estou focado em prender criminosos, mas não quero deter quem dirige sem carteira de motorista”, disse.

Por isso ele passou uma mensagem simples para os imigrantes indocumentados do condado: “Não quebrem a lei. Se você não pode dirigir, ande de bicicleta". Dito isto, ele não acredita que conduzir sem carteira de motorista é uma ofensa criminal grave e orienta seus oficiais a multarem em vez de prender, se a identidade do motorista pode ser confirmada.

"Eu digo a eles se é possível identificar a pessoa, multe e solte", disse ele em uma entrevista na semana passada em seu escritório.

Em sua coluna bissemanal que ´pu8blicada no jornal The Goshen News, Rogers delineou como ele não quer participar do programa 287 (g) que força os oficiais locais a fazer cumprir as leis federais de imigração.

Rogers é um constitucionalista conservador. Mas não é estereotipado ou mesmo previsível quando se trata de imigração ou outras questões. Ele não pode controlar o que um presidente ou governo federal faz. Ele não pode controlar como a Imigrations and Customs Enforcement (ICE) de fazer o seu trabalho em Indiana ou em outro lugar, embora disse que espera que a agência o avise se uma “invasão” acontecer em seu condado.

Ele não é fã dos federais e isso não é novidade. "Eu realmente não sou uma pessoa que confia no governo federal", disse Rogers. "Eu não me importo quem está lá dentro".

Você poderia dizer que seu departamento ajuda os federais de uma maneira: Se alguém tem um pedido de custódia colocado sobre ele após uma prisão ou condenação, Rogers irá mantê-los na prisão do Condado de Elkhart. Se passarem 48 horas (sem incluir noites e fins de semana) e a pessoa não tiver outro motivo para ser mantida presa, os oficiais de Rogers a liberta.

Rogers fala que seus estão ocupados respondendo a milhares de chamadas para o serviço, lutando contra o crime e respondendo a acidentes. O xerife acredita que correr atrás de marginais que ofereçam perigo garante muito mais a segurança da comunidade da comunidade do que ficar prendendo imigrantes só por eles estarem ilegais no país.

Algumas comunidades pressionam Rogers a fazer mais para combater a imigração ilegal. Outros dizem que vários de seus oficiais são muito agressivos na prisão de imigrantes durante paradas de trânsito. O xerife prossegue com sua crença de que o sistema federal está quebrado e que deve permitir que as pessoas que estão aqui e precisam na força de trabalho local possam ter o direito de ganhar documentação e trabalhar legalmente. “Eu sou muito a favor”, disse ele ressaltando que se morasse em outro país e se deparasse com a pobreza, certamente se mudaria para os EUA em busca de uma vida melhor. "Se você está aqui sem documentos, eu não me importo se é criança ou adulto, você está vivendo pacificamente e está obedecendo a lei estadual, não tem nada com que se preocupar", finaliza.

Fonte: Brazilian Times