Publicado em 22/03/2017 as 8:00am

Flórida se tornou a porta de entrada para empresas brasileiras de cosméticos nos EUA

Estado que abriga 350 mil brasileiros e marcas como Truss e Jacques Janine é o novo destino da Granado, que lançou uma linha em parceria com a loja The Webster, de Miami.

A presença brasileira na Flórida não pode mais ser ignorada. De acordo com o Consulado-Geral do Brasil em Miami, o estado norte-americano abriga cerca de 350 mil brasileiros, uma população equivalente à de Vitória, capital do Espírito Santo. Juntos, eles movimentam US$ 5 bilhões por ano e são os estrangeiros que mais investem em imóveis nas cidades do sudeste do país, como Orlando, Miami e Fort Lauderdale.

 “A Flórida é um dos maiores polos de imigrantes brasileiros nos EUA e, há muito tempo, a região tem servido como porta de entrada para companhias e investidores do Brasil, o que facilita muito na hora de ganhar mercado e projetar a marca para novos consumidores, inclusive americanos”, diz Olivier Chemin, CEO da Jacques Janine.

Com mais de 60 lojas distribuídas no Brasil, a rede de salões de beleza abriu seu primeiro ponto nos EUA em 2015, em Orlando, e planeja expansão. “É um projeto em desenvolvimento. Pretendemos inaugurar outras unidades”, revela Chemin.

Desde 2014 no país, a Truss Cosmetics também chegou aos EUA pela Flórida. Com sede em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, a marca especializada em produtos profissionais para os cabelo montou um escritório em Boca Raton. “A Flórida funcionou como uma espécie de laboratório para alçarmos voo rumo a toda a América”, afirma Manuella Bossa, CEO da empresa.

Após dois anos e alguns ajustes na operação – as embalagens tiveram que ser adequadas aos clientes norte-americanos, substituindo as tampas de rosca de xampus e condicionadores por modelos flip-top –, a Truss conseguiu reunir um time de 25 distribuidores e já pode ser encontrada em oito estados do país. A Flórida segue na liderança, com 38% de participação no total dos negócios nos EUA.

Outra marca brasileira de cosméticos que acaba de ingressar no território norte-americano é a Granado | Phebo. A empresa estreou no mercado internacional em 2013 com um quiosque na loja de departamentos Le Bon Marché, em Paris. No ano passado, teve uma parte minoritária adquirida pelo grupo espanhol Puig e agora está presente na principal butique da multimarcas The Webster, no coração de Miami Beach.

“A proposta era irresistível. A The Webster é uma loja muito conceituada, com uma curadoria impecável, e esta é a primeira vez que eles incluem cosméticos na oferta de produtos. Acho que todo brasileiro vai ficar orgulhoso de ver uma marca nacional sendo escolhida para ter essa honra”, diz Nazish Munchenbach, diretora de marketing e vendas da Granado | Phebo. Ela assegura que a localização da multimarcas só agregou na decisão da empresa.

Além de artigos das linhas Mediterrâneo Phebo e Pink Granado, também são comercializados na loja produtos da nova linha Tropicália Vintage, desenvolvida pela Granado em parceria com a The Webster. Com sabonete em barra, sabonete líquido, hidratante e difusor de ambiente, a fragrância promete trazer frescor e sofisticação, com embalagens inspiradas no movimento arquitetônico Tropical Déco, de Miami Beach.

A chegada de Donald Trump à presidência dos EUA, com suas propostas radicais de protecionismo e políticas anti-imigração, parece não interferir nos planos de expansão das empresas brasileiras de cosméticos no país. “Para nós não mudou nada”, garante a diretora da Granado | Phebo. Manuella Bossa também se diz otimista quanto ao futuro da Truss em solo norte-americano. “Acreditamos que não haverá nenhum desvio das metas e objetivos traçados em razão da mudança de comando do país”.

Fonte: Brazil Beauty News