Publicado em 5/04/2017 as 10:00am

Fundador da Anhanguera inaugura universidade para brasileiros na Flórida

Ministro da Educação, Mendonça Filho, participou do evento. De acordo com o MEC, é a primeira vez que brasileiro abri uma universidade nos EUA.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, participou, nesta segunda-feira (3), da inauguração da primeira universidade norte-americana fundada por brasileiros e voltada para imigrantes.

A Miami University of Science and Technology (Must) é o primeiro investimento nacional em educação superior nos Estados Unidos. Um dos fundadores é o professor brasileiro Antônio Carbonari Netto, membro do Conselho Nacional de Educação (CNE).

A ideia da instituição é impulsionar a inclusão social de trabalhadores brasileiros e de outros países e criar possibilidades para o mercado de trabalho. Para o ministro, a universidade vai garantir o acesso a cursos superiores de alta qualidade e valorizar os brasileiros que moram nos Estados unidos.

“Precisamos olhar os brasileiros que residem no exterior como cidadãos em sua totalidade, que precisam da nossa atenção, respeito e acolhimento”, declarou o ministro, destacando o avanço educacional oferecido pela Must University. "Nossos jovens passam a ter um campo mais vasto do ponto de vista profissional e pessoal.”

Antônio Carbonari também vê na iniciativa um instrumento importante de inclusão social. “O diploma universitário representa um melhor projeto de vida, ampliando a empregabilidade e a ascensão junto à comunidade de que participa. Além do mais, vamos tornar possível que pessoas que trabalham o dia todo tenham condições de estudar à noite ou pelo ensino on-line”, completou.

Carbonari arcou com 60% do capital investido na instituição. Os demais 40% são de responsabilidade do americano John Peterson, responsável pela área acadêmica, e do administrador de empresas brasileiro Fernando Ruiz.

A previsão é de que a instituição de ensino inicie o processo de matrículas ainda em agosto. O ministro da Educação está desde a semana passada nos Estados Unidos, onde participa de reuniões para discutir financiamentos para a educação brasileira.

Inicialmente, estão previstos os seguintes cursos:

Mestrado em Administração de Saúde

Mestrado em Negócios Internacionais

Mestrado em Tecnologias Emergentes em Educação

Bacharel em Ciências em Gestão de Saúde

Bacharel em Ciência em Negócios Internacionais

Associado de Ciência em Gestão de Saúde

Associado de Ciência em Negócios Internacionais

Associado de Ciência em Gerenciamento de Segurança Privada

Fonte: Brazilian Times

Top News