Publicado em 7/04/2017 as 4:00pm

Fiança de suspeito de assassinar brasileiro é estipulada em $1milhão

Os investigadores já conseguiram identificar os três suspeitos que se envolveram na briga que terminou com a morte de Rogério Anjos

Durante uma audiência nesta quinta-feira (06), a fiança do suspeito de assassinar o brasileiro Rogério Anjos (DJ Roger Brazil), foi fixada em mais de US$ 1 milhão. As informações foram divulgadas pelo xerife do Condado de Lee, na Flórida. O crime aconteceu na madrugada de sábado, dia 1º e teria sido motivado por uma briga no estacionamento de um clube para homens.

O jornal Brazilian Times publicou na edição anterior mais detalhes sobre o assassinato, bem como uma campanha que amigos e familiares iniciaram para ajudar nas despesas de funeral. Na ocasião, foram publicadas imagens dos suspeitos além de um vídeo que circulou nas redes sociais onde a polícia pedia ajuda para encontrar os criminosos.

Com a ajuda de denúncias anônimas e empenho dos investigadores, a polícia conseguiu identificar os três suspeitos que aparecem no vídeo. São eles: Gerald Homme, Laman Allen, Kahleel Perez. O terceiro é apontando como o autor dos disparos.

Kahleel Perez, de 21 anos, foi indiciado pelo assassinato de Rogerio. Ele foi preso primeiro e em seguida, na quarta-feira, a polícia conseguiu a identificação dos outros dois suspeitos.

Perez enfrenta acusações de assassinato em segundo grau, posse de uma arma de fogo e usar a arma para cometer um crime, de acordo com os oficiais do xerife. Durante sua audiência, ele teve a fiança estipulada em US$1,050,000.

A próxima aparição no tribunal está programada para as 8:30 a.m. do dia 8 de Maio, no tribunal do Condado de Lee.

Nenhuma informação sobre os outros dois suspeitos foi divulgada para a imprensa, bem como se houve a prisão deles.

Roger Brazil, como era mais conhecido, tinha 34 anos de idade e era bastante querido pelos amigos que o qualificaram como como um pai amável, um profissionalmente de sucesso. Pessoas que o conheciam também dizem que ele era uma pessoa que gostava de festa e um frequentador regular em muitos clubes locais.

“Ninguém pode imaginar a dor que sentimos agora, porque ele era aquele cara que só trazia um sorriso em seu rosto", disse a irmã de Roger, Rafaela Melo. "Eu não consigo imaginar meu sobrinho crescendo sem um pai, sem um pai incrível, porque ele era um pai incrível, era isso que ele era", continua.

O funeral aconteceu na quarta-feira (05), no Mullins Memoria, localizado 3654 Palm Beach Blvd. Uma campanha foi criada para levantar recursos para as despesas e quem quiser colaborar pode acessar o link goo.gl/qEMC6i.

Fonte: Brazilian Times

Top News