Publicado em 3/05/2017 as 10:00am

Família de brasileiro preso pelo ICE em Malden pede ajuda

Júnior Rabelo foi preso ao sair de um Tribunal Distrital após o adiamento de uma audiência por dirigir sem carteira

O capixaba Júnior Rabelo, 24 anos, foi mais um imigrante alvo das investidas doas agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) em tribunais. Na quinta-feira, dia 27, ele estava em uma audiência na cidade de Malden (Massachusetts), por ter sido flagrado dirigindo sem carteira de motorista.

O que parecia ser mais uma audiência normal sobre infração de trânsito, mudou radicalmente a vida de Rabelo. Ele, que trabalha na área de construção, foi ao Tribunal acompanhado de um advogado. Mas ao chegar no local foi informado de que a sessão foi adiada.

O brasileiro saiu do edifício e ao chegar do lado de fora foi abordado por agentes do ICE que solicitaram sua documentação. Ao chegar os documentos e confirmar o nome de Rabelo, imediatamente foi dada voz de prisão. O capixaba estava acompanhado de sua esposa, a qual apresentou um Passaporte brasileiro.

Ela disse que os oficiais tiraram foto do Passaporte e a liberaram. Não foi informado o motivo da prisão.

A esposa conseguiu contato com o marido somente nesta segunda-feira, dia 1. Segundo ela, a família contratou uma advogada especialista em imigração que vai solicitar a liberdade de Rabelo mediante pagamento de fiança.

A família foi pega de surpresa e não tem condições de arcar com as despesas advocatícias. Somente o advogado cobrou a quantia de US$6 mil pelos serviços. Além disso, haverá a fiança, cujo valor só será anunciado em caso do juiz aceitar o pedido.

Por isso, amigos se reuniram para ajudar a família neste momento de angústia. Além da esposa, tem dois filhos (uma menina de oito anos e um menino de sete) que contam com Rabelo para prover o sustento. As crianças não são filhos biológicos dele.

O objetivo inicial é arrecadar a quantia de US$2,650 que serão pagos para a advogada iniciar o processo. Até o momento já foram arrecadados pouco mais de US$1,600. Quem quiser ajudar pode acessar o link goo.gl/UIhM8D e fazer uma doação.

Fonte: Brazilian Times