Publicado em 22/05/2017 as 4:00pm

Pablo Maia: empresário brasileiro é pré-candidato a City Councilor At Large em Framingham

Conhecido pela comunidade brasileira por atuar há 20 anos como Real Estate, o brasileiro quer ser o representante da comunidade também na política.

Quando se fala em imobiliária brasileira na cidade de Framingham (Massachusetts), um dos primeiros nomes que vem na cabeça da comunidade é Pablo Maia. Com 20 anos de trajetória atuando como Real Estate, o proprietário é um goiano muito conhecido da região, que reside nos Estados Unidos há 35 anos, cujo nome é o mesmo da empresa: Pablo Maia. O empresário, muito bem sucedido em sua área de atuação, foi o primeiro brasileiro a se tornar Real State no estado de Massachusetts, tendo se formado na Marylhurst University.

Aos 58 anos de idade, casado com Arleuza Maia, pai da Tracy e avô da doce Mariana, o empresário residente em Framingham, que além de proprietário da imobiliária também é gerente do Clube Português de Framingham, é pré-candidato ao cargo de City Councilor At Large pela cidade, que atualmente tem cerca de 15 mil brasileiros. Maia precisa de 150 votos, sendo 15 de cada distrito, para efetivar oficialmente sua candidatura ao cargo, cuja eleição acontece dia 4 de novembro. “Eu sou pré-candidato. Estou concorrendo ao cargo de City Councilor At Large, que representa a cidade toda”, relata.

Apesar da eleição para o cargo de City Councilor At Large não ter partido político, Maia revela ser Democrata. “Eu sou delegado do partido Democrata, e participo de varias eleições como voluntário quando posso”.

Mas quem pensa que a política na vida de Maia é novidade se engana, o brasileiro é membro do Community Development Block Grant (CDBG) da prefeitura de Framingham há 10 anos. A missão do Programa CDBG é apoiar a renovação de habitações, programas de serviços sociais, melhoria de instalações públicas (rua, construção e playgrounds), administração e desenvolvimento econômico.

Em conversa com o Brazilian Times, Pablo falou sobre a importância da representação da comunidade na política americana. “Creio que um representante brasileiro dentro da prefeitura será muito bom para a comunidade. É a oportunidade de termos voz ativa, mostrar que pagamos impostos e temos nossos direitos. Certamente seria uma vitória não para mim, mas para a comunidade. Os brasileiros serão muito bem recebidos! O imigrante é a força de trabalho e a mão de obra nos Estados Unidos”.

Quando questionado sobre o que os imigrantes podem esperar quanto ao rumo da política americana com o atual presidente Donald Trump, Maia afirma que ainda é cedo para definirmos. “Ainda é cedo para definir o rumo da política aqui, muita coisa pode mudar e acredito que vai mudar para melhor, uma vez que o presidente entender que não pode governar por decreto e que precisa de mão de obra especializada, a mudança acontecerá”.

Para vencer as eleições e conquistar uma das onze vagas de City Councilor At Large, dentre os nove distritos, sendo que cada distrito terá dois representantes, o empresário brasileiro conta com o apoio da comunidade brasileira. “Estou sentindo o apoio total da comunidade, tanto dos evangélicos, como também dos católicos. Todos estão sentindo que essa hora de plantarmos nossa semente com saúde. É o momento de mostrarmos que a comunidade tem poder de voto e decisão”, finaliza.

Fonte: Thaís Partamian Victorello