Publicado em 5/06/2017 as 6:00pm

Triplica a prisão de indocumentados não criminosos presos em MA

Triplica a prisão de indocumentados não criminosos presos em MA

Na “Área de Responsabilidade de Boston”, que inclui toda a Nova Inglaterra, o ICE já prendeu 3 vezes mais indocumentados sem antecedentes criminais

Com o aval do Presidente Donald Trump os agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) ampliaram largamente as prioridades na prisão e detenção de estrangeiros. Conforme dados do próprio órgão, o foco na região da Nova Inglaterra são os imigrantes que não possuem antecedentes criminais.

Desde o início do ano, as detenções de indocumentados que não possuem antecedentes criminais que vivem na Nova Inglaterra mais que triplicou. Mesmo antes de assumir o cargo, a mensagem de Trump era clara: Ele planejava deportar milhões de imigrantes indocumentados. Numa entrevista ao programa “60 Minutes”, ele disse que focalizaria nos criminosos.

“O que nós iremos fazer é pegar as pessoas que são criminosas e possuem antecedentes criminais, membros de gangues, traficantes de drogas, nós temos muitas dessas pessoas, provavelmente 2 milhões ou até 3 milhões. Nós vamos tirá-los do país ou vamos encarcera-los, mas nós os tiraremos do nosso país, eles estão aqui ilegalmente”, disse ele na ocasião.

Entretanto, analisando as detenções realizadas pelo ICE desde janeiro, quando o presidente tomou posse, é evidente que os números de não criminosos que estão sendo presos disparou. Em todo o país, esses números mais que dobraram em contraste com o mesmo período no ano passado. Na “Área de Responsabilidade de Boston”, que inclui toda a Nova Inglaterra, o ICE já prendeu 3 vezes mais indocumentados sem antecedentes criminais até o final de abril, 335, em contraste com 104 em 2016.

Segundo Sarah Sherman Stokes, instrutora clínica da Universidade de Boston, o aumento das prisões em 2017 não causa surpresa devido aos decretos de lei assinados por Trump. As ordens executivas criminalizaram todos os imigrantes indocumentados, sem exceção.

“Você sabe, eu estou surpresa que os números tenham aumentado tão drasticamente”, disse ela. “Embora, não seja tão surpreendente que sejam a continuação da trajetória que já tínhamos sob a administração Obama”.

“Quando o sistema de prioridades desaba sobre ele mesmo, como foi ocorreu nessa administração, como as autoridades de segurança focalizam nos perigos reais se elas estão focalizadas em todo mundo? É impossível”, acrescentou com relação às prisões dos indocumentados sem antecedentes criminais.

Fonte: Brazilian Voice