Publicado em 24/06/2017 as 8:00pm

Família de brasileiro morto na fronteira precisa de ajuda para envio do corpo para o Brasil

Sem condições de custear o envio do corpo de Lucas para o Brasil, familiares e amigos pedem a ajuda da comunidade.

Família de brasileiro morto na fronteira precisa de ajuda para envio do corpo para o Brasil O mineiro Lucas Batista Passos tinha 30 anos e morreu durante a travessia dos EUA com o México.

Desde que descobriram, através de informação oficial do Consulado Geral do Brasil em Huston (Texas), que o brasileiro que estava desaparecido desde o final de abril, Lucas Batista Passos, foi encontrado morto após fazer a travessia pelo México, a família do mineiro de 30 anos, nascido em Teófilo Otoni está inconformada e desesperada com a situação.

De acordo com informações de uma pessoa próxima a família, a mãe de Lucas está em choque e inconformada, ela liga todos os dias para o número do telefone do filho na esperança que ele atenda. De acordo com relatos, a família é muito unida e humilde, essa mãe criou Lucas e mais quatro filhos com muito sacrifício, lavando roupas para conseguir o sustento da família.

Além da dor da perda de Lucas, os familiares ainda tem que lidar com uma situação delicada, que é arrecadar os recursos necessários para que o corpo dele possa ser enviado ao Brasil para que familiares e amigos possam se despedir e fazer um enterro digno. Em uma página do Facebook de um dos familiares do brasileiro, um amigo escreveu: “Vamos ajudar essa família a ter o direito de fazer um funeral ao seu ente querido!”, e finalizou com a hastag: “#auniãofazaforça".

Com o intuito de amenizar a dor dessa família, permitindo a despedida de Lucas, amigos criaram uma página online, para ajudar nas arrecadações. Para ajudar, acesse o link: padref.com/lucas-batista-passos.

As doações também podem ser feitas através de depósito e transferências bancárias em nome de Adriano Batista Passos - CPF 042.998.316-67 - Banco do Itaú (341) - Conta Corrente - Agência 0172 conta 03474-6.

Fonte: Redação - Brazilian Times