Publicado em 1/07/2017 as 12:00pm

Brasileiro é acusado de estuprar duas jovens em Framingham

Um homem que mora em Framingham (Massachusetts) foi preso e acusado de estuprar duas adolescentes no sábado, dia 24.

Brasileiro é acusado de estuprar duas jovens em Framingham Marcero está detido mediante fiança de $100 mil.

Um homem que mora em Framingham (Massachusetts) foi preso e acusado de estuprar duas adolescentes no sábado, dia 24. Ele teve a fiança estipulada no valor de $100 mil.

Trata-se do brasileiro Marcelo Moura, de 53 anos de idade, que responderá por duas acusações de estupro de uma criança com menos de 16 anos e duas acusações agravadas de estupro de uma criança menor de 16 anos.

Durante uma audiência realizada no Tribunal Distrital de Framingham, na manhã de quarta-feira, dia 28, Marcelo se declarou inocente.

Ainda na quarta-feira, após a prisão do brasileiro, o Immigration and Customs Enforcement (ICE) emitiram um pedido de custódia do brasileiro. De acordo com os registros judiciais, Marcelo chegou aos Estados Unidos com Visto, em 2015. “(Ele) ultrapassou o prazo de sua permanência legal por quase dois anos", escreveu Shawn Neudauer, porta-voz da ICE em New England, em um comunicado. "Um pedido de custódia foi emitido para que Moura seja entregue ao ICE, caso seja libertado da custódia local. Não queremos ele nas ruas".

Caso o brasileiro deposite a fiança, o juiz David Cunis ordenou que ele entregasse o seu passaporte, use uma pulseira de monitoramento GPS, fique longe de vítimas e testemunhas e não tenha contato com menores de 18 anos, de acordo com o escritório do Procurador do Distrito de do condado de Middlesex.

A Promotora Rachel Perlman pediu uma fiança, em dinheiro, no valor de $ 100.000, pedido aceito pelo juiz Cunis.

O detetive Michael Sheehan, de Framingham, começou a investigar o caso em 24 de junho quando a mãe de uma das supostas vítimas acionou a policia.

O brasileiro foi preso na terça-feira, dia 27, depois que Sheehan encontrou provável prova do crime, informou a polícia.

As duas meninas, cujas idades não foram reveladas, foram para um carnaval na cidade, na noite do suposto estupro. Antes de chegar no evento, Marcelo teria mostrado, para as duas meninas, um vídeo pornográfico em seu celular. Eles estavam em um apartamento, onde elas supostamente foram estupradas, diz um relatório da polícia.

Uma das meninas disse à polícia que antes do estupro, Marcelo expôs suas partes íntimas e mostrava vídeos para ela.

Uma nova audiência está agendada para dia 24 de julho.

Fonte: Redação - Brazilian Times