Publicado em 1/07/2017 as 2:00pm

Vereador ataca candidata brasileira em Everett e diz que ela “vai transformar Everett no terceiro mundo”

O crescimento da campanha de Stephanie Martins para vereadora na cidade de Everett (Massachusetts), tem incomodado alguns vereadores locais que usaram as redes sociais e um jornal local para atacá-la.

Vereador ataca candidata brasileira em Everett e diz que ela “vai transformar Everett no terceiro mundo” Stephanie tem recebido um grande apoio por onde passa.

O crescimento da campanha de Stephanie Martins para vereadora na cidade de Everett (Massachusetts), tem incomodado alguns vereadores locais que usaram as redes sociais e um jornal local para atacá-la. Com frases racistas e ataques pessoais, eles tentam minar o trabalho que ela vem desenvolvendo na região para orientar o maior número de pessoas sobre a importância das eleições.

Um vereador que é diretamente o adversário da brasileira escreveu que “a política não precisa de um país do terceiro mundo para dizer como conduzir a cidade”. Ele ainda foi mais adiante e disse imigrantes devem aprender as leis, aprender inglês, respeitar as pessoas e se tornar cidadãos de maneira correta. Se isso não acontecer, nós vamos nos tornar uma cidade do terceiro mundo”, disse o político tentando atacar a brasileira.

Na mesma publicação, uma mulher fala que “espera que Stephanie não traga para Everett um modelo brasileiro de política e que todos estão fugindo do Brasil porque a classe política quebrou o país. Ela também questiona o fato de uma pessoa do terceiro mundo tentar mostrar como administrar a cidade.

Os vereadores se mostraram irritados com a maneira que o Boston Globe relatou a falta de diversidade na liderança municipal.

A reportagem do Brazilian Times conversou com Sthepanie para saber como ela recebeu as críticas e como está conduzindo a sua campanha. A primeiro ponto que candidata tocou foi que os atuais se sentiram ameaçados depois que a campanha dela começou a crescer tanto entre as comunidades como na mídia. “Um artigo publicado no Boston Globe foi o estopim para que eles ficassem mais indignado ainda com meu crescimento”, afirma.

No mesmo dia em que a publicação foi distribuída, quase todos os jornais desapareceram, misteriosamente das lojas. A informações é que alguém comprou todas, dando a entender que alguém queria evitar que as pessoas lessem sobre o trabalho que ela fazendo e a importância de mais pessoas tomarem conhecimento sobre as eleições.

Os vereadores que se sentiram ameaçados usaram um jornal local para atacara brasileira e chegaram a falar que, no Boston Globe, Stephanie falou mal das pessoas portadoras de câncer. “Eles são muito ingênuos, pois qualquer um pode ler o artigo e descobrir que é mentira. Mas por um lado foi bom, pois a sociedade ficou do meu lado ao ver que tudo que falaram contra mim não é verdade”, acrescenta.

Os políticos se sentiram atacados pelo artigo do Boston Globe estar do lado de Stephanie por ela ser imigrante e criticar a falta de diversidade na liderança em Everett e a carência de mulheres na Câmara. Por isso, todos brigaram para ser imigrante também, menos o concorrente direto dela que preferiu atacar a candidata citando que ela é oriunda do terceiro mundo

Para a felicidade da brasileira, as pessoas mais bem informadas e sensatas sabem que o fato da política brasileira estar em crise não influencia no trabalho de um brasileiro que quer ajudar no crescimento dos Estados Unidos. “Muitos chegaram até mim para dizer que o que os políticos locais fizeram foi uma atitude idiota e fruto do medo em perder as eleições”, continua.

Enquanto estes políticos perdem tempo promovendo ataques, a brasileira segue o seu trabalho de tentar visitar o maior número possível de pessoas, orientando-as sobre a importância de cada uma em votar. “Fiquei impressionada, pois alguns moradores de Everett nem sabe que tem eleições e vivem em outro universo”, explica.

Na manhã desta quinta-feira, dia 29, Stephanie tomou café com alguns idosos que destacaram a importância de mudanças na política local e que uma mulher como vereadora pode dar novos rumos à cidade. “Me sinto vitoriosa com tanto carinho recebido por onde passo”, finaliza.

Para saber mais sobre a campanha de Stephanie, acesse a página criada no Facebook: https://www.facebook.com/stephaniemartinseverett/

Fonte: Redação - Brazilian Times