Publicado em 14/07/2017 as 1:00pm

Brasileira pede ajuda para lutar contra Leucemia

Rebecca da Rocha Neto tem 23 anos de idade e foi diagnosticada com Citogênica Leucemia Mieloide Aguda de Alto Risco.

Brasileira pede ajuda para lutar contra Leucemia Rebeca conta com o apoio da comunidade

Rebecca da Rocha Neto tem 23 anos de idade e foi diagnosticada com Citogênica Leucemia Mieloide Aguda de Alto Risco. Abalada com a notícia, ela precisa do apoio da comunidade para lutar contra a doença. Por isso os amigos se juntaram para promover uma campanha que além de arrecadar dinheiro para custear as despesas do tratamento, vai dar apoio moral para que ela continue firme. “Envie seu presente, orações, compartilhamento, mensagem de texto. Isso realmente vai significar muito para ela”, é o lema da campanha.

Rebecca estava residindo em North Carolina e começou a sentir fraqueza, tontura e uma dor de cabeça que latejava no ouvido. Foi ao Onslow Memorial Hospital, em Jacksonville (NC) e por estar com os glóbulos brancos baixos recebeu uma transfusão de sangue e foi liberada para voltar para casa.

Neste período, Rebecca estava se mudando, de volta, para a Flórida e foi ao médico indicado pelo ex-patrão, que viu o resultado do exame de sangue pediu a internação imediata.

Rebecca está fazendo o tratamento de quimioterapia no Comprehensive Cancer Center no Broward Health North e após os 21 dias de tratamento a etapa seguinte será transplante de medula da qual será necessária a transferência para outro hospital especializado nesta área. Possivelmente em Miami ou Tampa, na Flórida.

A entidade “Leucemia Zero” no Brasil e no mundo, começou uma campanha para ajudar a Rebecca, com o intuito de cadastrar doadores de medula.

Rebecca é muito querida na comunidade e tem recebido o apoio e o carinho da família, amigos e várias pessoas do comércio. Todos estão organizando bingos, rifas, jantares, incluindo o Mauricio's Bar & Grill, a Metro Store de Deerfield Beach fez uma rifa de um celular para angariar fundos para ela. Outros eventos estão sendo organizados.

Quem puder ajudar, pode fazer uma doação através do link goo.gl/XLymQC.

Fonte: Redação - Brazilian Times