Publicado em 29/07/2017 as 4:00pm

Esposa de brasileiro preso pelo ICE há quase 5 meses pede ajuda da comunidade

Alessandro Carbo, mais conhecido como “Alex”, foi preso em março enquanto trabalhava em uma obra em Mendon.

Esposa de brasileiro preso pelo ICE há quase 5 meses pede ajuda da comunidade Natural de Governador Valadares, Alessandro Carbo, 40 anos, está preso desde o início de março

Casados há 15 anos, o casal de mineiros Alessandro Carbo e Geise retornaram para os Estados Unidos em 20016 no intuito de proporcionarem um futuro melhor para o casal de filhos americanos, uma menina de 14 e um menino de 11 anos.

Geise e Alessandro, 40 anos, já moraram nos Estados Unidos, onde seus dois filhos nasceram e em 2008, por saudade da família e dos amigos, decidiram retornar ao Brasil. “Achamos que ia dar certo, mas nada deu”, recorda Geise.

Ao voltarem para os EUA ano passado, a família foi morar na cidade de Leominster (Massachusetts). Tudo parecia estar se encaminhando, as crianças já estavam adaptadas à rotina americana, frequentando a escola e o casal trabalhando, quando no dia 3 de março deste ano, Alex foi surpreendido por agentes do ICE – Immigration And Customs Enforcement, enquanto trabalhava na construção civil em Mendon (MA). De acordo com relatos de Geise ao Brazilian Times, apenas Alex foi detido.

Desde então o brasileiro permanece preso na Bristol County House of Corrections, situada em North Dartmouth (MA).

Sozinha, cuidando dos dois filhos do casal, Geise divide seu tempo entre cuidar dos filhos e trabalhar para pagar as contas da casa e tentar juntar o dinheiro necessário para pagar as custas com o advogado de defesa do marido. “Eu tenho dois filhos, trabalho das 6 à meia-noite. Já paguei $8 mil para o advogado.. Já não estou aguentando mais...Eu não consigo mais pagar os custos do advogado”, afirma.

A audiência de Alex estava marcada para terça-feira passada, dia 25, mas acabou sendo adiada para o final do mês de agosto. “O advogado falou para eu me preparar para pagar uma fiança que pode chegar até $20 mil”, relata.

Para conseguir juntar o dinheiro para arcar com as demais custas com o advogado, bem como arrecadar o valor necessário para a possível fiança, Geise criou uma página no site Go Fund Me. Para ajudá-la acesse o link: gofundme.com/fianca. “Confiamos em que o Senhor libertará esse pai de família para que possa em breve estar com os seus, mas acreditamos também que a união faz a força e que juntos de pouquinho a pouquinho levantaremos a quantia necessária para pagar essa fiança. Qualquer valor doado será de grande ajuda! No mais fica nossa eterna gratidão e o pedido para que o Senhor dê infinitamente mais a todos vocês que puderem nos ajudar nessa luta! Que Deus abençoe cada um de vocês!”, diz o texto no site.

Fonte: Redação - Brazilian Times