Publicado em 7/08/2017 as 2:00pm

Próxima reunião da CDLE vai discutir participação na Big Show

Em sua 106ª edição, a feira mundial reúne empresários e empreendedores de vários países.

Próxima reunião da CDLE vai discutir participação na Big Show O presidente da CDLE, João de Arruda Melo, e a Cônsul do Brasil em Boston, Glivânia Maria de Oliveira

A Câmara dos Dirigentes Lojistas e Empreendedores dos Estados Unidos (CDLE/USA) prepara mais uma reunião com seus membros, a diretoria e convidados. O evento acontecerá no dia 22 de agosto no Sofa Café, localizado no 181 Concord Street, na cidade de Framingham (Massachusetts). O presidente, João de Arruda Melo, ressalta que estes encontros servem para fortalecer a organização diante à comunidade.

Entre os assuntos que serão discutidos no dia 22 estão o engajamento na 106ª Feira Mundial que acontecerá em janeiro de 2018. Conhecida como Big Show, o evento reúne empresários de diversos países e serve como uma das maiores vitrines comerciais do mundo. “Ela também é uma grande porta para promover o intercâmbio entre os empreendedores que trocam informações e firmam vínculos comerciais”, explica. “Para saber mais sobre a feira, acesse o site nrfbigshow.nrf.com", continua.

Arruda fala que também serão discutidos os hábitos da diretoria, que foram respondidos através de um questionário. Quatro diretores preencheram o formulário e seis responderam via telefone.

Também será coloca em pauta uma lista com nomes de convidados para a festa em comemoração pelos 11 anos da CDLE. Entre eles, serão apresentados nomes de governadores brasileiros, os quais se aprovados, serão contatados pela entidade. “Vamos convidar, ainda, o Presidente da Associação de Prefeitos Brasileiros”, fala.

Durante o mês de julho, a diretora do CDLE realizou visitas em várias cidades, mantendo contato com empresários e lideranças norte-americanas. O vice-presidente, Márcio Figueiredo, visitou empresários na Flórida para atualizá-los sobre as atividades da entidade e os eventos que estão por vir. “Este contato abriu caminho para que os empreendedores brasileiros possam se firmar ainda mais no mercado dos Estados Unidos”, fala. “Também convidamos as pessoas que visitamos para estarem nos eventos da entidade”, finaliza.

Fonte: Redação - Brazilian Times