Publicado em 9/08/2017 as 10:00am

Brasileiro é acusado de dirigir embriagado com criança no carro em Framingham

Em lágrimas, no domingo (06) o brasileiro Josimar Araújo, 30 anos, disse à polícia que...

Brasileiro é acusado de dirigir embriagado com criança no carro em Framingham Josimar Araújo chorou e disse que cometeu um erro.

Em lágrimas, no domingo (06) o brasileiro Josimar Araújo, 30 anos, disse à polícia que cometeu um erro, quando foi preso por dirigir embriagado com uma criança em seu carro. Ele afirmou que ingeriu apenas duas latinhas de cerveja antes de dirigir, por volta das 2:20 p.m., na Golden Street, na cidade de Framingham (Massachusetts).

Mas de acordo com os policiais que o abordaram e documentos apresentados em uma audiência, nesta segunda-feira (07), no Tribunal Distrital de Framingham, o nível de álcool no sangue era o dobro do limite permitido, que é de 0,08.

No boletim de ocorrência consta que um policial avistou um carro em alta velocidade, na Gordon Street, que freou bruscamente para não bater no carro à sua frente. O veículo da frente começou a reduzir a velocidade por causa da luz amarela no semáforo e o brasileiro ficou buzinando várias vezes. Diante disso o oficial decidiu abordá-lo.

Araújo disse à polícia que buzinou para tentar fazer com que o outro veículo fosse mais rápido porque não queria esperar na luz vermelha. “Eu senti o cheiro de bebida que emanava da respiração dele e seus olhos estavam vidrados e avermelhados”, escreveu o policial em seu relatório.

O brasileiro disse, ainda, que estava retornando de um lago com o seu filho, de quatro anos de idade, que estava no banco traseiro. Ao se defender sobre dirigir embriagado com uma criança no carro, ele disse “que não bebeu muito”.

Araújo passou por alguns testes de sobriedade e após o bafômetro, o policial deu voz de prisão e entrou em contato com o Departamento da Criança e Família (DCF) para decidir o que fazer com o filho. Neste momento, o brasileiro começou a chorar e murmurar várias vezes e dizia que cometeu um erro.

O brasileiro foi indiciado por condução de veículo sob a influência de bebida alcóolica, descuido de uma criança durante a condução e dirigir sem carteira de motorista. Ele também foi citado por excesso de velocidade.

Na audiência de segunda-feira, o Juiz Martine Carrol liberou o brasileiro sem fiança. Araújo deve retornar ao Tribunal em 20 de setembro para uma conferência de pré-julgamento.

Fonte: Redação - Brazilian Times