Publicado em 14/08/2017 as 6:29pm

Brasileiro é acusado de pilotar jet ski embriagado e causar acidente com vitima fatal em MA

Acidente aconteceu em um rio da cidade de Merrimack no final da noite de domingo (13).

Brasileiro é acusado de pilotar jet ski embriagado e causar acidente com vitima fatal em MA Acidente aconteceu por volta de 10:34pm impacto com outra embarcação causou uma vítima fatal – Imagem lowellsun.com

Um brasileiro de 32 anos de idade causou um grave acidente ao pilotar um barco a motor, modelo jet ski, no final da noite de domingo (13) em um rio na cidade de Merrimack (Massachusetts).

De acordo com informações obtidas pelo portal americano de notícias Lowell Sun, Douglas de Matos, morador de Lowell (MA), dirigia o jet ski sob efeito de álcool. A imprudência de pilotar embriagado teria sido a causa da colisão com uma embarcação, tendo como resultado uma vítima fatal: uma adolescente que caiu de uma embarcação, após o forte impacto com o jet ski e que não havia sido localizada após o acidente. Após horas de buscas, o corpo de uma jovem só foi localizado no final da manhã de segunda-feira (14) pelo grupo de resgate.

Douglas está mantido em fiança de $7.500 e é acusado pelos crimes de operação negligente de um barco a motor, operando uma lancha não registrada, operando a noite sem luzes de navegação e próximo à outra embarcação.

Ele foi convocado na cama do Hospital Geral Lowell, onde foi inyternado, segunda-feira (14) à tarde, em frente ao juiz do distrito de Lowell Stacey Fortes. O procurador é Ashlee Mastrangelo. Durante a audiência, vários funcionários responsáveis pela aplicação da lei estavam na sala.

A informação de que o corpo encontrado na manhã de segunda-feira, próximo ao local do acidente, seja da jovem desaparecida após o impacto, ainda não é oficial. Funcionários da segurança pública não confirmaram o local exato onde o corpo foi encontrado e a identidade da vítima ainda não foi divulgada, na pendência de uma determinação do médico legista.

As embarcações pessoais não são permitidas para uso após o pôr-do-sol, e as pessoas envolvidas na noite de domingo não tiveram luzes de navegação, disse o advogado do distrito de Middlesex, Marian Ryan.

Fonte: Redação - Brazilian Times