Publicado em 14/08/2017 as 1:00pm

“Saia da p..ra do meu país!” Gritou homem para mulher no metrô

Indivíduo agrediu verbalmente passageira que estava na linha Q no sentido Manhattan (NY).

“Saia da p..ra do meu país!” Gritou homem para mulher no metrô Olhe para os seus olhos chineses, disse ele. Saia da p..ra do meu país antes que eu mate a p..ra da sua nação, disse o indivíduo.

No dia 08, um homem na linha Q do metrô de Nova York iniciou um ataque racista contra outra passageira chamando-a de “olhos chineses” e ameaçou matar toda a “p..ra do país dela”, se ela não saísse do país. O incidente ocorreu às 3 horas da tarde quando o trem seguia rumo a Manhattan (NY) e a vítima gravou as agressões verbais com o telefone celular, postou o Gothamist.

O indivíduo se enfureceu porque a mulher pediu-lhe que parasse de olhar para ela. Ele, então, perguntou a outros passageiros se era certo uma asiática dizer-lhe para parar de olhar.

“Eu pedi a ele educadamente, ‘você pode por favor para de ficar olhando para mim; pois você está me deixando desconfortável”, disse ela ao Gothamist. “Ele não começou a gritar imediatamente, mas o olhar dele se tornou sombrio. Então, ele saiu do trem e começou a perguntar (na plataforma) se eu tinha o direito de dizer para ele parar de olhar e acrescentou que eu tinha menos direitos porque era asiática”.

De acordo com o Brazilian Voice, o homem entrou novamente no vagão e a mulher começou a filmá-lo quando ele começou a agredi-la verbalmente.

“Olhe para os seus olhos chineses”, disse ele. “Saia da p..ra do meu país antes que eu mate a p..ra da sua nação”.

A mulher rebateu que ela era branca e americana, mas o indivíduo não acreditou nela. “Você é chinesa; olhe para a p..ra dos seus olhos, saia da p..ra do meu país”, disse ele.

Então, ele disse-lhe que era o dono dela.

“Grave isso sua filha da p.ta, você sabe que esse é o meu país”, disse ele. “Você é minha propriedade. Eu tenho o direito de matar toda a p..ra da sua nação”.

A mulher disse ao Gothamist que ela não acionou a polícia, embora ele a tenha ameaçado no vídeo.

“Eu escutei que a polícia não está levando esses tipos de caso a sério”, disse ela.

Fonte: Redação - Brazilian Times