Publicado em 25/08/2017 as 10:27am

Brasileiro diz que foi agredido por seguranças em bar de Hyannis

O jornal norte-americano Hyannis News relatou a agressão sofrida por um brasileiro e a ação...

Brasileiro diz que foi agredido por seguranças em bar de Hyannis Pedro sofreu fratura e teve alguns pontos no rosto.

O jornal norte-americano Hyannis News relatou a agressão sofrida por um brasileiro e a ação estranha do policial que atendeu a ocorrência. “Quando eu disse que tinha sido agredido, ele primeiro me perguntou se eu era um cidadão deste país e eu respondi que sim”, disse Pedro Mezzon durante uma entrevista feita na cozinha de seu apartamento, no dia 20.

De acordo com a entrevista, o brasileiro e um amigo estavam no Boat House Bar, em Falmouth (Massachusetts) e quando estavam indo embora, um de seus companheiros entrou em discussão com uma pessoa. “Eles começaram a brigar e um cara deu um soco na cabeça do meu colega”, fala ressaltando que o segurança viu a confusão e pediu para todos os envolvidos irem embora.

Os seguranças conduziram o brasileiro e seus amigos até a frente do estabelecimento e pediu para eles irem para suas casas. “Mas quando chegamos próximos aos nossos carros, os dois caras que brigaram com meu amigo apareceram com os seguranças atrás deles e novamente começou a confusão”, fala Pedro ressaltando que o companheiro o seu grupo era de quatro pessoas e o outro tinha apenas duas. “Mesmo em vantagem, nós optamos por não brigar, mas eles correram atrás da gente”, continua.

Pedro lembra que o agressor mais baixo correu atrás de seu amigo e o mais alto o tentou esmurrar. “Eu me abaixei e ele errou o soco, mas quando eu corri para a frente do bar, o segurança me acertou e fiquei zonzo”, conta. “Eu fui até o bar e não vi meus amigos e depois de uns 10minutos chegaram os policiais”, continua.

O brasileiro, com o rosto bastante machucado tentou conversar com os policiais e viu oseu amigo sangrando, caído ao chão. “Eu não vi quem bateu nele, mas tem certeza de que os seguranças foram os responsáveis pelas agressões”, afirma. “Não acredito que foram os dois caras que iniciaram a briga os responsáveis pelos nossos ferimentos. Fora, os seguranças”, fala ressaltando que os investigadores disseram que os dois supostos agressores foram presos.

O brasileiro disse que as imagens do circuito interno de segurança mostram que ele correu até um dos seguranças, identificado por Big John, para pedir ajuda e foi surpreendido com um soco que lhe causou um ferimento e inchaço nos olhos. “Meu amigo estava muito machucado antes da ambulância chegar. Ele não lembra de nada. Ele recebeu um soco por trás, na cabeça e ficou em coma por 12 horas direto”, fala ressaltando que o companheiro foi levado para o Falmouth Hospital. “Depois os médicos o examinaram e o encaminharam para o Boston Hospital, de helicóptero”, segue.

Pedro relatou que o amigo acordou, mas está com problemas de sangramento interno e ainda está internado, com ferimentos no cérebro. “Não sei ainda o que acontecerá, mas oramos para que ele não fique com sequelas”, fala.

O brasileiro pediu a um policial que o levasse até o hospital onde estava o amigo e depois de muita insistência, o oficial concordou mas fez algumas observações estranhas. “Ele me disse para ter cuidado para não derramar sangue na viatura dele e me perguntou se eu era um cidadão deste país”, lembra. “Eu respondi que sim, mas depois disso fiquei com medo e comecei a gravar tudo que acontecia dentro do carro. Eu não sei porque ele quis saber o meu status imigratório, mas senti muito medo”.

Fonte: Redação - Brazilian Times