Publicado em 1/09/2017 as 12:00pm

Combate a imigração ilegal de Trump aumenta preço de novas casas

No ano passado, Jim Brown e outros construtores de casas na região de Atlanta (Geórgia),...

Combate a imigração ilegal de Trump aumenta preço de novas casas Setor da construção sofre com ações de Trump contra a imigração ilegal.

No ano passado, Jim Brown e outros construtores de casas na região de Atlanta (Geórgia), conseguiam uma boa equipe de profissionais a uma taxa de US $ 3,25 por square foot. Este ano, ele e os outros empresários do ramo da construção civil sentem dificuldade em encontrar trabalhadores e o valor pelo mesmo serviço quase que dobrou.

“Eles podem pedir o que quiser, pois não há mais a concorrência de profissionais”, disse Brown, que é um construtor de casas de alto nível que apoiou o presidente Donald Trump para presidente.

O empresário afirmou que as políticas de imigração de Trump foram as responsáveis pela escassez de trabalho e trabalhadores na área de construção que era dominada pelos hispânicos. Ele acrescentou que isso elevou os preços das novas casas que estão sendo construídas. Uma casa de 3.000 metros quadrados que custava US $ 9.750 para montar a estrutura, até o final do ano passado, agora custa US $ 18.000.

Desde que assumiu o cargo, Trump acendeu o sinal de alerta dos imigrantes, foi responsável pelo aumento de 145% das prisões de trabalhadores indocumentados, não criminosos, e apoiou planos para apertar a liberdade dos legais, dando aval apenas para os falantes de inglês.

Trump ameaçou o presidente mexicano, Enrique Pena Nieto, com um imposto de 35% sobre as exportações do país para os EUA, aumentar os direitos sobre a madeira importada do Canadá e continua a chocar China, Coréia do Sul e outras partes da Ásia com conversas comerciais difíceis. Todos estes países oferecem algo para as novas casas dos EUA, um caldeirão global de mão-de-obra e peças.

“As políticas de Trump poderão adicionar dezenas de milhares de dólares ao custo de uma casa”, disse Brown.

De acordo com uma recente pesquisa realizada pela National Association of Home Builder,em Washington, 77% dos construtores relataram a falta de mão-de-obra contratada e 85% a falta de subcontratados. “O país já sofria com a falta de profissionais, mas piorou com as ações rigorosas de Trump em torno da imigração ilegal, pois o setor de construção é dominado pelos imigrantes, em sua grande maioria latinos”, disse Mark Boud, um economista da Metrostudy, com sede na Califórnia e que fornece serviços de consultoria para o setor imobiliário dos Estados Unidos.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News