Publicado em 5/09/2017 as 9:53pm

Administração Trump anuncia fim do DACA

Programa assinado pelo ex-presidente Barack Obama protegia cerca de um milhão de jovens indocumentados da deportação.

Depois de semanas de angústia, nesta terça-feira (05), os jovens imigrantes conhecidos como “DREAMers” receberam a triste notícia. A administração Trump confirmou o fim do DACA, programa que protegia da deportação os jovens imigrantes indocumentados que foram trazidos para os Estados Unidos quando ainda eram crianças.

Executado pelo ex-presidente Baracak Obama, através de uma ordem executiva, o programa abria caminho para que cerca de um milhão de jovens tivessem a oportunidade de receber uma autorização de trabalho por um período de dois anos com possibilidade de renovação. Mas desde o início de sua campanha presidencial, Trump deixou claro que queria pôr fim ao DACA.

O anúncio foi feito pelo Procurador-Geral dos EUA, Jeff Sessions, e a notícia lançou medo e incerteza entre os jovens imigrantes, que dependiam do programa para viver e trabalhar legalmente no país. Ele não deu muitos detalhes sobre os próximos passos para o cancelamento do DACA, mas a estratégia mostrou que Trump quer mesmo acabar com o programa, mas não quer ser o culpado por isso.

Sessions disse que a decisão será do Congresso, que ficou incumbido de criar uma nova política de imigração sobre o assunto. A administração Trump deu aos congressistas um período de seis meses para aprovar uma legislação similar ao programa. Durante o anúncio, o Procurador também criticou o programa e disse que Obama usou de “excesso de poder presidencial”.

O Procurador alegou ainda que os imigrantes beneficiados pelo DACA estão roubando empregos de trabalhadores norte-americanos. Já o presidente Trump não disse nada sobre o assunto, mas escreveu em sua página no Twitter: “Congressi, prepare-se para fazer o seu trabalho – DACA”.

O DACA é a sigla, em inglês, do programa Ação Diferida para Chegadas na Infância ("Deferred Action for Childhood Arrivals") e concede vistos de estada e de trabalho por dois anos, renováveis, aos que chegaram aos Estados Unidos de forma ilegal quando eram crianças. O programa evita a deportação temporariamente, mas não garante cidadania futura, nem residência permanente.

Ele foi criado através de uma ordem executiva, em 15 de junho de 2012, pelo então presidente democrata Barack Obama.

Para ser beneficiado pelo Daca o imigrante precisa seguir alguns requisitos, tais como ter chegado aos EUA com menos de 16 anos de idade, ter no mínimo 15 anos e no máximo 31 anos, completados no máximo até 15 de junho de 2012, ter vivido nos Estados Unidos de maneira ininterrupta desde 2007, ter Ensino Médio, ou ter servido nas Forças Armadas e não ter antecedentes criminais.

Até dia 31 de março de 2017, cerca de 800 mil imigrantes estavam protegidos pelo DACA.

Fonte: Redação - Brazilian Times