Publicado em 17/09/2017 as 8:00pm

Eleições 2017

Pré-candidato a prefeito de Framingham (MA) quer dar voz à comunidade brasileira.

Eleições 2017 John Stefanini

As primárias para definir os nomes que disputarão as eleições municipais de Framingham, em Massachusetts, e o representante do partido Democrata para concorrer vai acontecer no dia 26 de setembro. Entre os nomes que tentam conseguir a vaga está o educador e advogado John A. Stefanini. Um político experiente que serviu o estado duas vezes como Deputado e duas vezes atuou como vereador.

Stefanini possui um vasto currículo durante sua passagem pelo cargo estadual, tendo sido o responsável pela abertura de várias escolas e novos postos policiais, corpo de bombeiro, entre outros. Ele teve uma participação importante e direta na criação da MetroWest Health Foundation.

O pré-candidato, apesar de norte-americano, possui uma ligação muito grande com o Brasil e sempre deixou claro o seu respeito e amor pelos brasileiros.

A reportagem do Brazilian Times conversou com ele para saber quais os projetos e o que a comunidade brasileira pode esperar caso ele seja eleito.

O pré-candidato John com ou Pastor Elias Monteiro e membros da igreja International Christian Community Church.

Brazilian Times – Todos sabem da importância da comunidade imigrante para o crescimento da cidade de Framingham. Qual a sua visão sobre isso e como analisa a presença dos brasileiros na região?

John Stefanini - Framingham é forte devido à nossa diversidade e a comunidade brasileira é uma parte importante da nossa cidade. Eu sempre me interessei pela energia que os brasileiros conseguem transmitir. Sempre percebi as semelhanças entre os brasileiros e a minha família Italiana. Eles são trabalhadores e determinados, são pessoas de muita fé.

BT – O cenário político norte-americano está em uma situação bastante crítica atualmente, devido às ações do presidente Trump contra os imigrantes indocumentados e alguns apoia e outros são contra. Esta divisão está prejudicando outras obras que poderiam estar em andamento. Como o senhor se posiciona diante de tudo isso?

JS - Todos devem estar chocados com as palavras e ações vindas de Washington, D.C. Essas ações não representam o que esse país realmente é e significa na vida das pessoas. Eu me sinto muito orgulhoso quando ando pela cidade de Framingham e vejo várias placas e bandeiras condenando o ódio. Todos devemos continuar lutando para ter a mudança que a gente quer ver no mundo. Eu apoio a proposta que está sendo preparada para ser passada em Massachusetts, chamada “The Safe Communities Act”. Temos que ter a certeza de que toda nossa comunidade está segura. Eu quero que todos possam ir à escola, ao trabalho, igrejas e vivam em suas casas, sem medo. Como prefeito, eu vou trabalhar junto com as autoridades de Framingham para continuar a melhorar ainda mais os nossos regulamentos na cidade com o foco em manter todos seguros.

BT – Qual a sua ligação com a história dos imigrantes que construíram e constroem este país?

JS - Meus avós vieram para Framingham há mais de 100 anos, da Italia e do Canada. Eu cresci escutando a histórias deles e tenho muito orgulho do esforço que eles tiveram para criar a família que tenho hoje e amo. Eu tenho alegria do relacionamento que tenho com a comunidade brasileira há mais de 30 anos.

BT – Fale um pouco sobre você para que nossos leitores possam te conhecer:

JS - Eu sou um professor e advogado, cresci em Framingham, sou o mais novo de cinco filhos. Meu pai era um pedreiro e a minha mãe, uma enfermeira de escola. As pessoas que votaram me elegeram para 5 mandatos como representante do estado e dois como vereador da cidade. Nos meus anos de trabalho, no governo de Framingham, tive muita colaboração e progresso. Antes de trabalhar em cargos eletivos no governo, eu era um professor de Estudos Sociais na Framingham South High School. Por algum tempo também ensinei na faculdade Suffolk Law School. Hoje, o tipo de lei em que eu foco é lei imobiliária, assuntos governamentais e administração publica. Eu me formei na Framingham South High School e pela University of Massachusetts, na cidade de Amherst, a New England School of Law, e tambem na universidade Loyola em um porgrama internacional em Roma.

BT – Qual a sua ligação com a comunidade brasileira?

JS - Eu tive o prazer de trabalhar e conviver ao lado da comunidade brasileira por mais de 30 anos. Vocês são meus vizinhos e meus amigos. Eu conheço a comunidade, eu entendo as suas preocupações e estou preparado para fazer tudo que for possível para fazer Framingham um lugar mais seguro. Durante este tempo, eu recebi o reconhecimento do presidente brasileiro que me outorgou a “Ordem de Rio Branco”, tornando-me um comendador brasileiro. Também trabalhei em muitos casos imigratórios. Durante as festividades da Copa do Mundo, alguns anos atrás em Framingham defendi os brasileiros.

CONTATO

Para saber mais sobre o pré-candidato, acesse o site www.JohnStefanini.org

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News