Publicado em 17/09/2017 as 2:00pm

SEC determina que envolvidos na Telexfree paguem milhões de dólares

O anúncio da decisão foi anunciado pela Secretária nesta quarta-feira, dia 13.

SEC determina que envolvidos na Telexfree paguem milhões de dólares Telexfree movimentou bilhões de dólares em todo o mundo.

O ex-dono da Telexfree, a companhia na cidade de Marlborough que atuava como um esquema de pirâmide financeira, terá que pagar uma multa de US$3,6 milhões.

A Securities and Exchange Commission (SEC) anunciou na quarta-feira (13) que chegou a um julgamento final em relação ao caso de James M. Merrill, da Ashland, que era sócio na TelxFree, junto com o brasileiro Carlos Wanzeler.

O julgamento determinou que Merrill pague a quantia de $ 3,6 milhões. No entanto, o dinheiro já foi pago como parte da restituição. Merrill foi condenado a pagar este valor como parte de seu julgamento criminal.

Também na quarta-feira, a SEC anunciou que concluiu o julgamento do diretor financeiro da TelexFree, Joseph H. Craft, do Kentucky. Ele foi condenado a pagar quase US $ 300.000, bem como uma penalidade de US $ 50.000.

A TelexFree oferecia serviços de telefonia móvel, principalmente visando os imigrantes latinos e brasileiros que vivem nos Estados Unidos. Em 2014, as autoridades estaduais e federais começaram a investigar a empresa, considerando-a um esquema de pirâmide financeira.

As autoridades disseram que quase toda a receita veio de pessoas que pagaram para a TelexFree sob a promessa de que ganhariam muito mais publicando anúncios on-line e recrutando outros membros.

Ao todo, as autoridades afirmam que a TelexFree atuou em mais de 100 países e movimentou US $ 3 bilhões. O governo dos EUA recuperou aproximadamente US $ 150 milhões em dinheiro, além de recuperar várias propriedades na Flórida, carros de luxo e um barco.

Merril era sócio de Carlos N. Wanzeler, que morava em Northborough, e fugiu para o Brasil em 2014 quando o esquema estourou. Sob as leis brasileiras, ele está protegido de um julgamento, pois a Constituição Brasileira não permite que um cidadão seja enviado a outro país para ser julgado.

Merrill se declarou culpado das acusações de fraude federais no início deste ano e foi condenado a seis anos de prisão federal.

Fonte: Redação - Brazilian Times