Publicado em 3/11/2017 as 2:00pm

Membros elegem Claire Andrade-Watkins e 3 membros atuais para a diretoria da MAPS

Mais de 60 membros da comunidade reuniram-se no dia 24 de outubro em Cambridge para a Reunião...

Membros elegem Claire Andrade-Watkins e 3 membros atuais para a diretoria da MAPS MAPS Staff members were recognized for their years with the organization.

Mais de 60 membros da comunidade reuniram-se no dia 24 de outubro em Cambridge para a Reunião Anual de 2017 da Massachusetts Alliance of Portuguese Speakers (MAPS), onde elegeram Claire Andrade-Watkins, PhD, para a Diretoria da organização, e ficaram a conhecer alguns dos principais sucessos e desafios da MAPS no ano fiscal 2017.

Claire Andrade-Watkins, PhD, que não pôde estar presente na reunião, é uma cineasta e historiadora Cabo Verdiana-Americana e professora de Cinema e Estudos Africanos no Institute for Liberal Arts & Interdisciplinary Studies do Emerson College. É também diretora do Fox Point Cape Verdean Project, um grupo de investigação comunitário, e presidente da SPIA Media Productions, Inc., uma empresa de produção e distribuição especializada na Diáspora Africana.

“É uma honra poder contar com os muitos anos de experiência da Claire trabalhando com as nossas comunidades, especialmente a comunidade Cabo Verdiana,” disse Paulo Pinto, MPA, Diretor Executivo da MAPS. “A nossa Diretoria está enriquecida com a sua presença, e estamos muito entusiasmados por trabalhar com ela.” Elizabeth Chaves, Presidente do Comité de Assuntos da Diretoria, Raymond Estrella, MBA, Tesoureiro, e Jennifer K. Santos, Esq, foram reeleitos para a Diretoria, agora com 12 membros.

No seguimento da receção calorosa da Presidente da Diretoria, Paula Coutinho, LICSW, e Elizabeth Chaves, Paulo Pinto tomou a palavra para anunciar alguns dos maiores sucessos e desafios da MAPS no ano fiscal que terminou a 30 de junho de 2017.

“A MAPS está em muito bom estado,” disse Pinto. “Durante o último ano fiscal, o nosso programa de HIV/ DST testou mais de 1000 pessoas e detetou 22 novos clientes seropositivos que agora estão no caminho para uma vida mais segura e saudável. Ajudámos mais de 500 pessoas a candidatarem-se para a cidadania Americana, apoiámos cerca de 300 vítimas e sobreviventes de violência doméstica e abuso sexual, servimos mais de 200 crianças em risco de negligência e abuso e as suas famílias, e prevenimos o isolamento social promovendo qualidade de vida para mais de 150 idosos através do nosso Centro da Terceira Idade.”

No entanto, o ano fiscal 2018 representa também alguns desafios para a organização de serviços sociais e de saúde. “Sofremos alguns cortes de financiamento em alguns dos nossos programas, e o nosso orçamento anual foi reduzido em cerca de $500K,” salientou Paulo Pinto. “Felizmente, tivemos algum crescimento nos nossos programas de Apoio Familiar, Violência Doméstica e Abuso Sexual e Gestão e Acompanhamento Médico e, acima de tudo, o nosso compromisso e paixão por servir a nossa comunidade e fazer face às suas necessidades estão mais fortes do que nunca.”

A MAPS reconheceu também a dedicação dos seus voluntários com Certificados de Apreciação e homenageou vários dos seus funcionários. Fania Resendes, Assistente Social no escritório de Cambridge da MAPS, está com a organização há cinco anos, Soledade Dinis, MS, Terapeuta Infantil e Familiar e Supervisora de Campo, e Julia Evora, Coordenadora do Centro da Terceira IDade da MAPS, celebraram 10 anos de serviço com a MAPS, e Beatriz Maimone, LICSW, Diretora Clínica, comemorou o seu 25º aniversário com a organização.

Vários membros da Diretoria receberam também certificados comemorando o seu envolvimento com a MAPS. Raymond Estrella, MBA, e Filipe Zamborlini integram a Diretoria há cinco anos, Carmen Medeiros, M.Ed., celebrou 15 anos com a MAPS e Mary Ann Lomba, MBA, serve a comunidade através da Diretoria da MAPS há 25 anos.
Os convidados da Reunião Anual da MAPS ficaram também a conhecer o novo logótipo da MAPS – uma versão atualizada que mantém a essência e mensagem do antigo logótipo – e o novo website da organização, que pode ser visitado em maps-inc.org.

Mais detalhes e informação sobre o ano fiscal de 2017 da MAPS podem ser encontrados no Relatório Anual da organização. Cópias em papel estão disponíveis nos vários escritórios da MAPS em Boston, Framingham e Lowell, e uma versão digital pode ser descarregada no website em http://maps-inc.org/annual-report/.

A MAPS serve as comunidades de Língua Portuguesa de Massachusetts desde 1970 através dos seus escritórios em Cambridge, Somerville, Brighton, Dorchester, Framingham e Lowell. Para saber mais sobre a MAPS, visite maps-inc.org ou facebook.com/maps.org.

Fonte: Redação - Brazilian Times