Publicado em 8/11/2017 as 8:00am

Prefeito de Boston anuncia fundo de US$ 1 milhão para proteger imigrantes

Martin Walsh justifica: Imigrantes construíram a cidade por isso vamos protegê-los.

Prefeito de Boston anuncia fundo de US$ 1 milhão para proteger imigrantes Prefeito Martin Walsh diz que Boston tem a obrigação de proteger imigrantes.

O prefeito de Boston, Martin J. Walsh, e o Massachusetts Legal Assistance Corporation (MLAC) anunciou na semana passada o “Greater Boston Immigrant defense Fund alcançou a marca de um milhão de dólares em doações que darão suporte a organizações na área da Grande Boston.

Após o anuncio, a Massachusetts Legal Assistance Corporation (MLAC) distribuiu mais de US $ 1 milhão em fundos para provedores de serviços legais e organizações direcionadas à comunidade imigrante, comunitária. A escolha dos premiados aconteceu mediante um processo de seleção de candidaturas competitivas. Mais de 35 organizações individuais responderam ao “Pedido de Propostas” e os projetos foram selecionados com base no potencial para melhorar a capacidade dos serviços jurídicos, fortalecer a educação, além de avançar os objetivos do Fundo de Defesa.

“O apoio que o “Fundo de Defesa de Imigrantes da Grande Boston” recebeu mostra o compromisso em garantir que a cidade é inclusiva e solidária para todos - qualidades que agora são mais importantes do que nunca", disse o prefeito Walsh. "Através destes fundos, as organizações serão capazes de proteger e servir melhor os imigrantes em toda a área de Boston, ajudando as famílias, amigos e vizinhos que contribuem muito para a nossa cidade. Sou grato a todos os parceiros e organizações que fizeram possível este fundo e subsídios", complementou.

Lonnie Powers, diretora-executiva da MLAC ressaltou que a entidade aprecia a oportunidade de se associar à Cidade, fundações e escritórios de advocacia que se uniram para apoiar o acesso de imigrantes à justiça na Grande Boston. "O Fundo de Defesa de Imigrantes concede reconhecimento concreto à necessidade imprescindível de assistência jurídica e civil em comunidades afetadas pelas mudanças das políticas de imigração a nível federal", disse.

O Fundo de Defesa de Imigrantes da Grande Boston, criado em 13 de setembro, é uma parceria público-privada e colaborativa de financiamento que busca fortalecer a capacidade da área da Grande Boston em proteger e defender suas comunidades de imigrantes, refugiados e titulares de status temporário, aumentando a educação e o acesso a serviços jurídicos.

"Os imigrantes são membros vitais da nossa sociedade. Infelizmente, as mudanças na política federal forçaram muitos a ficarem com medo de suas atividades diárias. Essa concessão permitirá que o GBLS trabalhe com organizações na comunidade e forneça o suporte legal necessário para mudar essa dinâmica", disse Jacquelynne Bowman, Diretora Executiva da Greater Boston Legal Services, uma das organizações que foram beneficiadas com o fundo. "Agradecemos ao prefeito Walsh por liderar desta iniciativa e garantir que Boston continue sendo uma comunidade acolhedora", continuou.

"Nestes tempos de grande insegurança e crise para a comunidade de imigrantes, isso significa muito para organizações que não só trabalham diretamente com essas comunidades vulneráveis, como também são equipadas pelos próprios imigrantes, para saber que nossa cidade e as organizações cívicas oferecem apoio e fiquem conosco", disse Patricia Montes, diretora executiva do Centro Presente, outra organização que recebeu uma bolsa. "Assegurar que nossas comunidades conheçam seus direitos como imigrantes, como trabalhadores e como seres humanos que contribuem para essa sociedade é muito importante em momentos como esses", finalizou.

ORGANIZAÇÕES BENEFICIADAS

Provedor de serviços legais:

Greater Boston Legal Services
PAIR Project (Political Asylum / Immigration Representation Project)
MetroWest Legal Services
Northeast Legal Aid
Southeast Coastal Counties Legal Services

Organizações comunitárias:

Brazilian Workers Center
Catholic Social Services of Fall River
Centro Presente
Chelsea Collaborative
Essex County Community Organization

Fonte: Redação - Brazilian Times