Publicado em 6/12/2017 as 8:00am

Brasileiro ajuda compatriotas a se prepararem para o inevitável, “a morte”

“Infelizmente a morte é a única certeza que temos na vida”. Desta forma o agente de...

Brasileiro ajuda compatriotas a se prepararem para o inevitável, “a morte” A morte não pode ser evitada.

“Infelizmente a morte é a única certeza que temos na vida”. Desta forma o agente de seguros Kennedy, iniciou uma conversa com a redação do Brazilian Times. Ele destacou a importância das pessoas se prepararem para algo que vai acontecer com todos. “Temos que estar preparado quando chegar nosso último dia na terra”, continua.

Kennedy ressalta que falar de seguro funeral é um assunto delicado, pois trata da morte de um ente querido. “Mas precisamos saber o quanto é importante estarmos preparados para este momento”, afirma.

Ter um seguro funeral é garantir que as “despesas finais” não trarão dor de cabeça aos familiares do falecido e evitarão as “tradicionais vaquinhas” que acabam não ajudando muito com os custos. “Em um momento tão difícil, é importante que a família não tenha a dor de cabeça de correr atrás de dinheiro para as despesas e da burocracia que existe até o sepultamento”, continua.

A companhia seguradora oferece toda a assistência para que a família do segurado não precise ir a necrotérios, cemitérios e funerárias.

De acordo com Kennedy, a companhia que ele representa oferece vários planos de Seguro Funeral que se encaixam no orçamento de qualquer pessoa. Outra vantagem é que imediatamente após a assinatura do contrato e o primeiro pagamento, o cliente já estará sob a cobertura do seguro e poderá usar o seguro a quando precisar. “Esperamos que isso demore, mas se for preciso, ó contratante já estará coberto”, fala.

Ele acrescenta que apenas pessoas em caso terminal é que precisam de um tempo de carência um pouco maior. “Mesmo assim, após dois anos pagando o seguro, ela já estará coberta. Mas isso se aplica a casos extremos”, ressalta.

Os interessados em saber mais ou contratar um seguro funeral pode entrar em contato com Kennedy através do telefone (339) 674-8943.

Fonte: Redação - Brazilian Times