Publicado em 8/12/2017 as 8:00am

Brasileiros denunciam enorme “Golpe do motorista” em Massachusetts

Um grande esquema foi montado em Massachusetts, California e Nevada para trazer pessoas do Brasil com promessas de altos ganhos.

A redação do Brazilian Times recebeu várias ligações de pessoas que denunciaram um suposto esquema para empregar pessoas como motoristas em companhias como a Uber e Lyft. Um dos denunciantes chegou a visitar a redação do jornal, mas pediu para seu nome não ser divulgado, pois ele trabalha em uma destas empresas e teme ser demitido. “Este é meu ganha pão e esta denúncia pode me trazer problemas”, disse.

De acordo com ele, existem diversas publicidades espalhadas nas redes sociais que prometem a brasileiros que moram no Brasil a garantia de um emprego em uma destas companhias e a certeza de um ganho de $6 mil dólares ou mais por mês.

“As pessoas por trás destes anúncios afirmam que mesmo se a pessoa chegar com visto de Turista, tem possibilidade dela entrar na empresa e ter o ganho prometido em poucos meses”, fala. “Mas isso é tudo mentira, pois a primeira coisa é que quem tem visto de turista não tem autorização para trabalhar nos Estados Unidos. Depois para entrar, tanto da Uber quanto Lyft, é preciso ter pelo menos um ano de carteira emitida”, continua.

Denunciante e mostorista de Uber visitou a redação do BT para fazer a denúncia.

Mas segundo D.N., como vamos chamar o denunciante, em alguns casos, as pessoas chegam, conseguem a carteira e em poucas semanas já estão trabalhando. “Como eu sei que é proibido por lei que isso aconteça, certamente alguém está cometendo algum crime e até quem se beneficia disso (os motoristas) podem ter que responder na justiça”, afirma.

D.N. disse que não sabe como as pessoas recém-chegadas conseguem entrar na empresa, mesmo sem ter se quer dois meses de carteira. “Alguém já me disse que os cabeças deste esquema usam o photoshop para alterar dados da carteira e posteriormente fazem uma cópia para entregar nas empresas”, explica.

Outro abuso aplicado pelas pessoas que comando este suposto esquema, de acordo com o denunciante, é que quando um brasileiro chega ao país em virtude das falsas promessas, ele é alojado em um quarto com até quatro pessoas e são obrigados a pagar altas taxas por isso, caso contrário não ajudam a conseguir o emprego de motorista. “Eles (quadrilha) cobram até para ajudar a abrir uma conta bancária.”, afirma.

D.N. disse que participa de vários grupos no WhatsApp que reúnem motoristas da Uber e Lyft e que em um deles chegou a fazer o mesmo alerta. “Mas logo que fiz a denúncia, me excluíram”, fala. “Em todos os grupos eu vejo que são muitas as pessoas que foram iludidas pelas falsas promessas”, disse.

O denunciante trabalha há alguns anos neste ramo e nos dias de hoje um motorista com grande experiência tem que trabalhar muito para conseguir US$4 mil por mês. “Ganhar $6 mil ou mais por mês é pura ilusão”, afirma.

Ele acrescenta que o esquema oferece vagas em Washington, Boston e Las Vegas.

Perguntado como os diretores da Uber ou Lyft contratam pessoas com supostos documentos. Ele explica que se for descoberta a irregularidade na contratação, o motorista é demitido. “Mas ninguém quer investigar”, finaliza.

No You Tube foram publicados vários vídeos sobre a realidade e que a realidade é totalmente diferente do que é anunciado nas falsas campanhas. Em uma publicação, um brasileiro que mora na California mostrou a sua planilha de ganhos e o total deu mais de US$12 mil em três meses de serviço. Mas após os descontos com comissão e necessidades para manter o serviço, tais como manutenção do carro, ele ficou com pouco mais de US$8,500. Até ai os valores são bons, pois lhe renderiam média de US$18 por hora. Mas ele só chegou aos doze mil porque ganhou um bônus. Caso não tivesse ganho o valor de seria de US$7,82/h.

Ele ainda acrescenta que quem chega aos Estados Unidos como Turista ou Estudante não pode trabalhar com Uber ou Lyft. “Acho que não é vantagem”, finaliza ele.

A compra de carros novos e usados está sendo prometido para o brasileiros que desejam entrar no esquema.

OUTRA DENÚNCIA

O BT conversou com outro motorista que trabalha para a Uber e ele confirmou que um grande esquema foi montado na California, Nevada e Massachusetts, para trazer pessoas do Brasil com promessas de altos ganhos. “Este pessoal cobra até US$800 de cada um para colocá-lo em uma das empresas”, afirma.

Natural do Pernambuco, ele também pediu para não divulgar o seu nome, mas garantiu que em breve terá muitas novidades sobre o caso e as divulgarão em um canal no You Tube. Ele detalhou um pouco mais sobre como funciona o esquema.

De acordo com a denúncia, alguns membros da quadrilha possuem carros próprios cadastrados nas duas companhias e os liberam para os brasileiros que pagam para ter direito de trabalhar. “Mas isso vai acabar, pois a ação destas pessoas superlotou o Logan Airpot, em Boston, e um motorista norte-americano da Uber filmou tudo, na semana passada, e fez a denúncia para a polícia.

Ainda, conforme a entrevista, a polícia estadual prometeu fazer uma grande fiscalização em Janeiro para saber quem dirige carros de terceiros para estas companhias, bem como quem tem a documentação correta para desempenhar tal serviço. “Na semana passada eles já começaram a caçada e prenderam dois motoristas que foram encaixados através deste esquema”, afirmou.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News