Publicado em 27/12/2017 as 10:00am

Boston está entre as melhores cidades para imigrantes

A administração do presidente Donald Trump está a criticar todos os cantos do sistema de...

A administração do presidente Donald Trump está a criticar todos os cantos do sistema de imigração dos EUA, mas algumas cidades abriram os braços em vez disso apoiar a dura política imposta pelo republicano contra os imigrantes.

Estas cidades foram chamadas de “santuários” e começaram a implementar políticas favoráveis aos imigrantes, proibindo que os policiais cooperem com os agentes federais de imigração.

De acordo com uma lista divulgada pela TransferWise e a New York Immigration Coalition, as dez principais cidades para imigrantes variam geograficamente, mas oferecem alguns programas ou políticas semelhantes que ajudam os imigrantes a se integrarem às suas novas comunidades, permitem estilos de vida acessíveis ou ajudam a protegê-los da deportação.

Para elaborar a lista os seus idealizadores analisaram as 50 cidades mais populosas dos Estados Unidos e usaram nove critérios como base para a decisão. Eles variam de fatores de qualidade de vida, como o custo médio de vida, e políticas favoráveis aos imigrantes, como o grau em que a aplicação da lei local coopera com Immigration and Customs Enforcement (ICE).

Outros critérios incluíram taxas de graduação do ensino médio, salário mínimo, acessibilidade ao transporte público, pré-escola universal, programas de identificação municipal, escritórios dedicados a assuntos de imigrantes ou "novos americanos" e se as cidades se classificavam como "cidades santuários".

AS 10 CIDADES

Milwaukee, WI

A acessibilidade de Milwaukee (Wisconsin) é uma das características mais atraentes para os recém-chegados - o custo médio de vida está bem abaixo da média nacional. Ela é também uma das poucas cidades nos EUA que oferece um programa de identificação municipal, que fornece aos residentes a identificação com foto e permite acesso a determinados serviços públicos, independentemente do status de imigração.

Semelhante a outras cidades mencionadas na lista, Milwaukee tem uma política que limita a cooperação dos agentes responsáveis pela lei local com os agentes do ICE, e recusa-se a honrar os pedidos “ilegais” da agência de imigração para deter imigrantes indocumentados em certos casos.

Los Angeles, CA

Apesar do seu alto custo de vida e do péssimo sistema de transporte público, Los Angeles (Califórnia) é particularmente amada pelos imigrantes, que representam 38% da população total da cidade.

Outros pontos a favor de Los Angeles incluem o salário mínimo de US $ 12 - muito maior do que a média dos EUA que é de US $ 8,15 - e o seu programa pré-escolar universal.

Boston, MA

Boston (Massachusetts) já foi vista como um paraíso para imigrantes, que remonta ao início dos anos 1900, quando a cidade era um dos portos de entrada mais movimentados para estrangeiros.

Hoje em dia, Boston manteve suas boas-vindas aos recém-chegados, oferecendo uma vasta gama de serviços públicos, como pré-escola universal e transporte público acessível, bem como um salário mínimo de $ 11 que foi recentemente aprovado.

Seattle, WA

A população de Seattle (Washington), como a de Los Angeles, tem uma alta proporção de imigrantes: quase um quinto dos residentes da cidade são estrangeiros.

Um dos serviços mais úteis que Seattle oferece aos imigrantes é o programa "Ready to Work", que ajuda a desenvolver habilidades de prontidão profissional. O programa foi promovido pelo Departamento de Trabalho como um "modelo de melhores práticas sobre como alavancar o financiamento da força de trabalho para apoiar a integração dos imigrantes".

Baltimore, MD

Baltimore também se esforçou nos últimos anos para tornar-se mais atraente para os imigrantes. A ex-prefeita Stephanie Rawlings-Blake estabeleceu o objetivo de aumentar a população da cidade em 10.000 famílias ao longo de uma década, com foco principalmente em imigrantes.

A cidade também implementou uma política que proíbe a polícia e outros funcionários de perguntar aos moradores sobre seu status de imigração.

Washington, DC

A capital dos EUA já é um destino popular para os imigrantes - mais de um sétimo da sua população é nascida em outros países, e muitos desses imigrantes se tornaram cidadãos naturalizados.

San Jose, CA

San Jose passou os últimos anos executando uma série de programas e campanhas destinadas a ajudar os imigrantes, que residam ou não legalmente nos EUA.

O condado de Santa Clara, onde San Jose está localizado, é o lar de mais de 180 mil imigrantes indocumentados, e as autoridades do condado prometeram no início deste ano colocar cerca de US $ 1,5 milhão para promover assistência judiciária a imigrantes que enfrentam deportação e não tenham registro de crimes violentos.

Funcionários públicos de San José também promoveram uma campanha de comunicação destinada a educar os imigrantes sobre seus direitos, ajudar as famílias a fazer "planos de segurança" e permitir que as igrejas ofereçam um santuário aos indocumentados durante as batidas do ICE.

New York, NY

Embora New York seja prejudicada por seu alto custo médio de vida e seu sistema de transporte público em massa desmoronando, ela ultrapassa muitas outras cidades em sua amizade geral para com os imigrantes graças a determinados programas da cidade.

New York possui o maior programa de identificação municipal do país, oferece políticas abrangentes de acesso à linguagem e limita a cooperação das agências policiais com o ICE.

Chicago, IL

Chicago ganha pontos por ter a maioria dos mesmos traços que New York - um salário mínimo relativamente alto, políticas de identificação municipal, pré-escola universal e políticas de "santuário". Embora a taxa de graduação do ensino médio seja menor do que NY, Chicago tem um custo de vida médio um pouco mais acessível.

A Windy City, como é chamada Chicago, também tem uma reputação de ser receptiva aos imigrantes, chegando mesmo a lançar uma campanha de serviço público dando boas-vindas aos recém-chegados à cidade e direcionando imigrantes para recursos como assistência jurídica, saúde mental e informações sobre cidadania.

Mas Chicago, talvez mais do que qualquer outra grande cidade dos EUA, atraiu a ira do presidente Donald Trump e do Procurador-geral Jeff Sessions por suas altas taxas de crimes violentos e assassinatos.

Como parte do "Regulamento da Cidade de acolhimento" de Chicago, funcionários limitaram a cooperação policial com o ICE e proibiram que os oficiais questionassem os residentes que respeitam a lei sobre seus status de imigração.

San Francisco, CA

San Francisco cumpriu quase todos os critérios da pesquisa, ficando aquém da acessibilidade do custo médio de vida. A cidade tem visto os preços das casas nos últimos anos, juntamente com a indústria de tecnologia em expansão dispararem.

O custo médio de vida em San Francisco é 62,6% superior à média nacional, de acordo com o Conselho de Pesquisa Econômica e Comunitária.

Além das despesas, a cidade tem todas as outras características, tornando-se um refúgio para os recém-chegados aos EUA, de acordo com a TransferWise. San Francisco tem uma taxa de graduação do ensino médio e um sistema de transporte público mais acessível do que outras cidades amigas dos imigrantes, como New York e Chicago.

Também possui um forte programa de identificação municipal e um Escritório de Envolvimento Cívico e Assuntos de Imigrantes, e mantém suas polêmicas políticas de "santuário".

Fonte: Redação - Brazilian Times