Publicado em 5/01/2018 as 8:00am

Série Celebridades de Boston apresenta companhia de dança brasileira

A Série Celebridades de Boston vai apresentar o Grupo Corpo, nos dias 26 a 28 de janeiro, no...

Série Celebridades de Boston apresenta companhia de dança brasileira A leveza e perfeição dos bailarinos é destaque no grupo.

A Série Celebridades de Boston vai apresentar o Grupo Corpo, nos dias 26 a 28 de janeiro, no Boch Center Shubert Theatre, localizado no 265 Tremont Street.

As apresentações acontecerão na sexta, dia 26, às 7:30 p.m., no sábado, dia 27, às 8:00 p.m., e domingo, dia 28, às 3:00 p.m. Haverá conversas com o coreógrafo do grupo, Rodrigo Pederneiras, na frente do palco, logo após a apresentação no domingo.

A série é patrocinada pela fundação Stephanie L. Brown, Royal Little Family Foundation e a fundação Cynthia e John S. Reed. Este evento também é apoiado pela D.L. Saunders Real Estate Corp.

Os ingressos estão à venda a partir de US $ 60 e disponíveis on-line no site www.celebrityseries.org. Também podem ser adquiridos através do telefone (617) 482-6661, de segunda a sexta-feira, das 10:00 a.m. às 4:00 p.m. ou no Boch Centre Shubert Theatre, 265 Tremont Street Boston, MA.

Brasileiros terão a chance de ver espetáculos que encantou o mundo.

O Grupo Corpo foi fundado por Paulo Pederneiras em 1975, em Belo Horizonte (Minas Gerais) e estreou o seu primeiro trabalho, Maria Maria, no ano seguinte.

Apresentando a música original de Milton Nascimento, um roteiro de Fernando Brandt e coreografia do argentino Oscar Araiz, o balé passou seis anos em cartaz e visitou 14 países.

Enquanto o sucesso de Maria Maria ainda reverberava em todo o Brasil e em vários países europeus e latino-americanos, o Grupo Corpo (literalmente "Body Group" em inglês) nunca parou de se apresentar, realizando no mínimo seis produções entre 1976 e 1982.

Grupo Corpo jáse apresentou em mais de 17 países.

Em 1985, a companhia lançou o que seria o segundo grande sucesso: Prelúdios, uma peça teatral que incorpora 24 prelúdios de Chopin interpretados pelo pianista Nelson Freire. Foi a primeira colaboração do grupo com a Freusa Zechmeister, que continua a ser a figurinista da empresa.

O programa estreou para público e aclamação da crítica no Primeiro Festival Internacional de Dança do Rio de Janeiro e consolidaria a reputação no mundo da dança brasileira contemporânea.

Atualmente, com 35 coreografias e mais de 2.300 peças, a companhia de dança mantém dez balés em seu repertório e realiza 80 apresentações por ano em lugares tão distintivos quanto a Islândia e Coréia do Sul, Estados Unidos, Líbano, Canadá, Itália, Cingapura, Holanda, Israel, França, Japão e México.

Grupo foi fundado em Minas Gerais.

 

Fonte: Redação - Brazilian Times