Publicado em 20/01/2018 as 9:00am

Americano agredido em boate em Uberlândia morre nos EUA

Herman Durwood, de 51 anos, sofreu traumatismo craniano e ficou internado em Minas Gerais até ser transferido para os Estados Unidos.

Americano agredido em boate em Uberlândia morre nos EUA O turista norte-americano Herman Mitchell.

O engenheiro americano Herman Durwoood, de 51 anos, espancado em uma briga após sair de uma casa noturna em Uberlândia (MG), morreu nos Estados Unidos, na noite de terça-feira 16. Herman ficou internado no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia entre 8 de dezembro e 6 de janeiro, quando foi transferido para os Estados Unidos, a pedido de familiares.

O hospital não soube informar entretanto as causas da morte. De acordo com a assessoria do HC, Herman deu entrada no local com traumatismo craniano e, após sua transferência para os Estados Unidos, não houve contato entre a equipe de médicos e os familiares do paciente.

A esposa do americano, Lisa Gunn, publicou uma homenagem ao marido no Facebook: “Ele sempre me disse que teve uma vida ótima e que não tinha arrependimentos”.

A Souza Cruz, empresa para a qual Herman Mitchel prestava serviço na cidade mineira, lamentou a morte. “Desde o episódio de violência sofrido por ele, a companhia seguiu acompanhando o caso. A Souza Cruz ofereceu todo o apoio necessário ao prestador, a sua família e a Focke, empresa na qual Herman era funcionário.

Na ocasião, a agressão foi gravada por câmeras de vídeo da Polícia Militar de Uberlândia. Dois rapazes de 23 anos foram presos – o agressor e um amigo que teria incentivado o ato. A motivação da agressão teria sido, segundo a polícia, um esbarrão, que ocorreu quando o turista conversava com uma mulher no local.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News