Publicado em 19/01/2018 as 10:00am

Brasileira em Brighton (MA) pede ajuda para entidades no Brasil

Centenas de localidades no Brasil são extremamente pobres e precisam da ajuda das pessoas,...

Brasileira em Brighton (MA) pede ajuda para entidades no Brasil Idosos são alfabetizados no Abrigo São Francisco de Assis, em Itabuna.

Centenas de localidades no Brasil são extremamente pobres e precisam da ajuda das pessoas, doações filantrópicas e a boa vontade do Governo para vencer as dificuldades. O Brazilian Times conversou com a baiana Maria do Socorro Araújo de Santana que tem feito a sua parte como voluntária para ajudar algumas organizações que visam amparar os menos favorecidos.

Ela destacou a importância do brasileiro que mora no exterior em não esquecer as suas raízes e retribuir as conquistas que têm alcançado. Diante disso, ela solicitou a ajuda da mídia comunitária local para divulgar um pedido de ajuda para dias entidades 0 a GACC (Grupo de Assistência à Criança com Câncer) e o Abrigo São Francisco de Assis – ambas com em Itabuna, região sul da Bahia.

O GACC Sul Bahia foi fundado em outubro de 1996 e participa da União Norte/Nordeste de Entidades de Apoio à Criança com Câncer e é filiada ao CONIACC. A entidade começou com os principais fundadores: Dra. Teresa Cristina Cardoso Fonseca, Dr. Urandi Riella, Alda Fabiane, Pais e Pacientes. Os primeiros voluntários foram Célia Fonseca, Eugênia Assis, Lene, Regina Machado e Rosália.

A organização tem como objetivo principal o atendimento de famílias de baixa renda, com a finalidade de garantir o direito ao tratamento do câncer com melhor qualidade de vida, atendendo crianças e adolescentes residentes do interior do estado da Bahia, abrangendo as áreas da região sul, extremo sul, sudoeste e oeste baiano.

GAAC Sul Bahia cuida de crianças com câncer.

Já o Abrigo São Francisco de Assis tem como missão assistir os idosos carentes de Itabuna. De acordo com informações, atualmente, a entidade atende aproximadamente 85 idosos que são acolhidos pela instituição com todo o apoio de necessidades básicas. A organização oferece algumas atividades para que eles tenham uma vida saudável, tais como alimentação diária (café da manhã, almoço, lanche, jantar), acompanhamento de higiene pessoal (banho diário, escovar dentes, pentear os cabelos, limpeza do vestuário na lavanderia), atendimento médico (visita de um médico voluntário duas vezes por semana), encaminhar os enfermos aos hospitais, controle de medicamentos, acompanhamento diário de técnicos em enfermagem.

Além disso, o abrigo oferece atividades ocupacionais e recreativas quatro vezes por semana, passeios diários para relaxamento corporal e convívio com os demais internos.

Maria, que mora em Brighton (Massachusetts) e trabalha em um hospital, explicou que estas entidades só conseguem oferecer o atendimento se a população ajudar, pois vive de doações. “Não quero que doem para mim. Entre nos sites ou páginas do Facebook e vejam como ajudar. É muito importante que todos tenham a consciência de que devemos fazer a nossa parte para ajudar quem precisa”, fala.

CONTATOS:

Para ajudar o GACC Sul Bahia ligue para (73) 3211-9986 e para ajudar o Abrigo São Francisco de Assis, o telefone é (73) 3211-5762.

Fonte: Lucci Luciano

Top News