Publicado em 19/01/2018 as 11:00am

Começa julgamento de brasileiros acusados de roubar US$150 mil

Um grande júri federal indiciou dois brasileiros depois que a polícia os prendeu por duas...

Começa julgamento de brasileiros acusados de roubar US$150 mil Felipe Pena e Antônio Oliveira Neto ficarão presos até o final do julgamento.

Um grande júri federal indiciou dois brasileiros depois que a polícia os prendeu por duas acusaçõe de roubar dados de cartões de crédito. De acordo com as informações, foram mais de 250 cartões roubados e quase US$140 mil em dinheiro.

Felipe Trovo Pena, de 27 anos, e Antônio Pedro de Oliveira Neto, 26, enfrentam acusações de conspiração para cometer fraudes em cartões de crédito, uso de cartões de crédito falsificados e posse de cartões de crédito falsificados.

A polícia prendeu Pena e Neto em 12 de novembro de 2017 depois que um abastecedor de caixa eletrônico do Cortland Bank em Hubbard (Ohio) relatar à polícia que a dupla fez retiradas do ATM enquanto tampavam as imagens da câmera de segurança.

Os investigadores também encontraram em um dos telefones celulares de um dos suspeitos, fotografias de Pena em um hotel organizando as pilhas de dinheiro. Eles relataram que o aparelho continha um vídeo de pessoas que sacavam dinheiro em caixas eletrônicos e cobriam as câmaras com fita adesiva – uma espécie de tutorial para cometer o crime.

O telefone também continha fotos de recibos da Western Union de dinheiro que foi enviado para o Brasil.

Na época da prisão, o Brazilian Times relatou que dupla tinha uma unidade de armazenamento em Cleveland, que continha US $ 139.480 em dinheiro, seus passaportes brasileiros, 420 cartões com tiras magnéticas, incluindo 253 cartões de crédito ou débito falsificados e dois dispositivos de roubo de dados, de acordo com documentos judiciais.

A direção do Cortland Bank informou que o dinheiro retirado do seu caixa eletrônico, de forma ilegal, veio de contas do PCN Bank em Cincinnati.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News