Publicado em 19/01/2018 as 1:00pm

ICE promete aumento de 400% nas auditorias de empregadores

Administração Trump muda estratégia e focaliza nos patrões que contratam trabalhadores indocumentados.

ICE promete aumento de 400% nas auditorias de empregadores Tom Homan, diretor do ICE, disse que quer ver o aumento de 400% de operações em locais de trabalho.

No verão de 2017, cerca de 800 trabalhadores indocumentados na panificadora Cloverhill Bakery, em Chicago (Ill.), foram demitidos depois que agentes de imigração descobriram que muitos deles teriam usado documentos falsos para serem contratados. A agência responsável pela contratação dos trabalhadores também foi auditada pelos agentes do Departamento de Imigração (ICE): De uma só vez, a Cloverhill, distribuidora em escala nacional, perdeu um terço da mão-de-obra.

O impacto foi severo. A Cloverhill registrou as primeiras perdas desde 2014. A panificadora não conseguiu acatar os pedidos e começou a perder clientes grandes; a McKee Foods, conhecida pelos bolos “Little Debbie”, foi um deles.

De acordo com o Brazilian Voice, as auditorias nos locais de trabalho é a próxima ação da administração Trump na estratégia de combater a imigração clandestina. Nos últimos meses, o ICE adiantou que aumentaria de forma significativa as auditorias e batidas nos locais de trabalho com o objetivo de descobrir trabalhadores ilegais e aqueles que os contratam. A Cloverhill perdeu 1 terço de seus trabalhadores depois de uma auditoria no formulário I-9 revelou que cerca de 800 funcionários não estavam autorizados a trabalhar nos EUA.

“Eu quero ver o aumento de 400% de operações em locais de trabalho”, disse Tom Homan, diretor do ICE, durante uma coletiva de imprensa em Washington-DC, em dezembro. “Nós não estamos falando somente em prender esses estrangeiros nos locais de trabalho, mas também falando sobre esses empregadores que contratam conscientemente pessoas que não estão autorizadas a trabalhar”.

Recentemente, agentes do ICE realizaram batidas em 100 filiais da rede de lojas de conveniência 7-Eleven espalhadas por todo o país logo no início da manhã. Os agentes realizaram auditorias, interrogaram funcionários e gerentes. As batidas resultaram na prisão de 21 pessoas suspeitas de estarem ilegalmente nos EUA.

O ICE regularmente conduz auditorias do formulário I-9, nas quais visam verificar se os trabalhadores apresentaram formas apropriadas de identificação, como a carteira de motorista e cartão do Seguro Social, quando foram contratados. Os empregadores devem arquivar esses formulários depois de contratar um trabalhador e mantê-lo arquivado por um período de tempo depois que o funcionário sai da companhia.

Fonte: Redação - Brazilian Times