Publicado em 26/01/2018 as 3:00pm

Brasileira morre após parto de emergência na Flórida

No sábado (20), Deborah Lethicya da Silva Barbosa, de 30 anos, natural de Anápolis (GO),...

Brasileira morre após parto de emergência na Flórida A goiana Deborah Lethicya da Silva Barbosa estava grávida de 37 semanas

No sábado (20), Deborah Lethicya da Silva Barbosa, de 30 anos, natural de Anápolis (GO), moradora em Coconut Creek (FL), faleceu logo após dar luz à filha, Valentina, através de uma cesariana de emergência. A brasileira teria esperado 30 horas por um parto normal e a família suspeita de negligência médica, uma vez que ela sofria de pressão alta.

“Eu penso que foi negligente, induziram a um parto por 30 horas. Deveriam ter normalizado a pressão e terem feito a cesariana. As enfermeiras falaram que não estava tendo dilatação e, mesmo assim, tentaram o parto normal”, disse a professora Shirlei Maria da Silva, mãe da gestante, ao site G1 de Goiás, da TV Anhanguera.

Já na 37ª semana da gravidez, Deborah Lethicya teria ido ao Bethesda Hospital East, em Boynton Beach, para uma consulta de rotina, quando a equipe de plantão constatou a pressão alta da paciente e resolveu interna-la. Na quarta-feira (17), ela telefonou para a família no Brasil e informou que o parto ocorreria em poucas horas.

“Ela me ligou e disse: ‘Mãe não tem jeito, a minha pressão está oscilando muito, está em 13 e, do nada, vai para 16. O médico vai induzir meu parto’. Depois, começaram a dar medicação para ela, mas ela não estava sentindo dor nem tendo contrações”, detalhou a professora.

De acordo com o Brazilian Voice, amigos relataram que, enquanto a gestante aguardava o momento do parto, sofreu uma parada cardiorrespiratória, sendo submetida o uma cesariana de emergência para salvar o bebê. Ela entrou em coma, respirando com a ajuda de aparelhos e faleceu na noite de sábado (20). Deborah Lethicya era graduada em Administração de Empresas, vivia há 5 anos nos EUA e o pai dela reside em New Jersey. Assim que soube do estado grave de saúde da filha, ele viajou até a Flórida para acompanha-la de perto.

CAMPANHA

No domingo (21), foi iniciada no website GoFundMe.com a campanha beneficente: goo.gl/3psMNe, cujo objetivo era arrecadar US$ 20 mil, entretanto, até a tarde de terça-feira (23) já havia sido angariado US$ 21.637.

“Nossa amiga querida, Deborah Lethicya, nos deixou para ir de encontro ao Pai. Ela era brasileira, morava em Coconut Creek, FL, sem familiares e estava grávida de 37 semanas. Teve uma gestação normal, mas durante uma consulta do pré-natal a médica a encaminhou para o hospital devido a sua pressão estar muito alta. Ela ficou internada para tentarem o parto normal até quando teve que ser submetida a uma cesariana de emergência. A Valentina nasceu perfeita e está bem.

Infelizmente, a Deborah ficou em coma desde então e veio a óbito essa noite, 20/01/2018. Ela era uma jovem guerreira, que batalhava dia a dia, mesmo com todas as dificuldades que enfrentou nos últimos tempos. Todos que estiveram perto dela afirmam o quanto ela era amiga, honesta, dedicada e uma mulher de MUITA fé!

O sonho dela era ser mãe e, mesmo antes de engravidar, já dizia que ia ter uma menina! Pedimos a sua ajuda para conseguirmos realizar todos os trâmites necessários com relação as duas nesse momento tão difícil. Muito obrigada”, postou Michela Araújo no GoFundMe.com.

Fonte: Redação - Brazilian Times