Publicado em 5/02/2018 as 11:00am

Brasileiro é acusado de abusar sexualmente de quarto crianças em Quincy (MA)

A polícia está investigando denúncias de que até quatro crianças foram abusadas sexualmente...

A polícia está investigando denúncias de que até quatro crianças foram abusadas sexualmente durante um período de quatro anos, em um serviço de creche na Copeland Street, na cidade de Quincy (Massachusetts).

De acordo com as informações, um homem de 62 anos de idade que ajudava a administrar uma creche ilegal em sua casa foi acusado de abusar sexualmente de duas garotas. Mas conforme relatos colhidos pelos investigadores, até quatro crianças poderiam ter sido abusadas.

O acusado é o brasileiro Adalberto H. De Freitas, que teve a sua primeira audiência de julgamento no Tribunal Distrital de Quincy, na terça-feira (30/01) sobre acusações de abuso e estupro infantil depois que uma menina de 12 anos e uma garota de 10 anos disseram a seus pais que o suspeito as molestaram por quatro anos.

Um juiz estabeleceu a fiança do brasileiro em US$ 50.000 e ele apelou do valor.

O brasileiro mantinha a creche junto com sua esposa, Cileida de Freitas, em seu apartamento. Um relatório policial não determinou quantas crianças eram deixadas aos cuidados da crecje ou quanto tempo eles mantinham o negócio de cuidados infantis.

"O The Department of Early Education and Care recebeu um relatório de um possível programa de cuidados infantis sem licença que operava na 10 Copeland Street, em Quincy e está investigando a denúncia junto ao Department of Children and Families. As famílias e os membros da comunidade são encorajados a entrar em contato para denunciar se um programa de assistência à criança está devidamente licenciado", disse Kathleen Hart, porta-voz do departamento, em um e-mail.

Em uma moção judicial solicitando fiança, um promotor identificou as atividades de assistência à infância como "ilegal". A lei estadual exige que alguém que cuide regularmente de crianças que não estão relacionadas a elas, devem obter uma licença para tal.

Ambas as meninas disseram à polícia que o brasileiro esfregou suas partes íntimas, sobre suas roupas e depois por baixo das roupas enquanto o abuso continuava. De Freitas é acusado de abusar as meninas em pelo menos 10 ocasiões distintas.

As vítimas disseram que o brasileiro as ameaçou e suas famílias e disse que iria entrar em problemas se dissessem a alguém o que estava acontecendo, de acordo com o relatório policial. As agressões foram reportadas à polícia de Quincy e no escritório de Advocates for Children do Norfolk County, em Foxboro no dia 29 de janeiro.

As meninas disseram praticava o ato quando a esposa dele estava dormindo ou fazendo compras.

Uma vítima disse que o brasileiro fez isso com todas as garotas na creche, mas não com os meninos. Uma delas identificou duas outras garotas que também teria sido molestadas.

O brasileiro deve ser julgado em 28 de fevereiro.

Fonte: Redação - Brazilian Times