Publicado em 14/05/2018 as 3:00pm

Brasileiro sofre acidente no trabalho e amigos fazem campanha

Maximiliano de Souza Almeida foi submetido à cirurgia na coluna vertebral e corre o risco de perder alguns movimentos.

Brasileiro sofre acidente no trabalho e amigos fazem campanha pos a cirurgia, Maximiliano de Souza Almeida tera que ficar 2 meses sem poder se movimentar.

Recentemente, o brasileiro Maximiliano de Souza Almeida sofreu um acidente no trabalho e teve que ser submetido à uma cirurgia de emergência na coluna vertebral. Em decorrência disso, ele terá que ficar 2 meses sem poder se mover e corre o risco de perder alguns movimentos. Para dificultar a situação, a esposa de Max, como é popularmente conhecido, venceu há pouco tempo a luta contra um câncer e ainda está em período de convalescência.

Em decorrência disso, a internauta Ellen Costa iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: cujo objetivo é angariar US$ 10 mil que serão usados para ajudar Max e a família dele. Até à tarde de domingo, dia 13, foram arrecadados pouco mais de US$ 2 mil.

Segundo o Brazilian Voice, uma vértebra pode sofrer diversos tipos de lesões traumáticas. O mais comum é sua fratura, com ou sem esmagamento, mas o pior é a transfixação da medular cervical pela vértebra luxada (deslocada). Esta luxação (deslocamento horizontal da vértebra), por sua vez, pode ser total ou parcial. O processo de reabilitação é lento e depende muito do tipo de lesão, idade e morbidades do paciente. O principal objetivo da reabilitação, após uma lesão grave de medula cervical, é tentar recuperar o máximo possível das funções neurológicas necessárias a uma rotina de atividades de vida diária, com o menor grau de dependência possível. Em geral, espera-se que isto seja feito com equipe multidisciplinar, em ambiente próprio, com toda infraestrutura que envolve piscinas, equipamentos de musculação, laboratório de marcha, serviço de órteses/próteses, entre outras ferramentas que serão fundamentais no auxílio da reabilitação.

“Max sofreu um acidente no trabalho, quase ficou paraplégico, e passou por uma cirurgia de urgência. Ele foi operado na coluna através do pescoço e ficará 60 dias sem poder se movimentar. Após a recuperação, ele não terá mais alguns movimentos. Além disso, sua esposa recentemente superou um câncer. Agora, a família de Max conta com a sua ajuda!” Postou Ellen no GoFundMe.com.

Fonte: Redação - Brazilian Times