Publicado em 11/06/2018 as 10:00am

Centro coleta doações para famílias de mais de 100 imigrantes presos pelo ICE em Ohio

O Centro de Serviços Sociais coletou doações no sábado (09) para as famílias de...

Centro coleta doações para famílias de mais de 100 imigrantes presos pelo ICE em Ohio Thelma Cruz ajuda a carregar a van com as doações

O Centro de Serviços Sociais coletou doações no sábado (09) para as famílias de trabalhadores detidos na operação promovida pelo Immigration and Customs Enforcement (ICE), na terça-feira (05), nas cidades de Sandusky e Castalia, em Ohio. Conforme os relatórios, mais de 100 imigrantes foram presos enquanto estavam trabalhando para a Corso´s Flower and Garden.

Este incidente foi mais prejudicial para várias crianças que ficaram apenas com um ou nenhum dos pais. Isso levou o centro a ir de porta em porta para ver quais eram as necessidades de cada família afetada.

Thelma Cruz, Coordenadora de Comunidade de saúde e saúde mental do centro, se uniu aos voluntários para ajudar os membros da comunidade a carregar caixas de fraldas, fórmula para bebê, produtos de higiene pessoal e alimentos em van cedida pela organização. Eles levaram as doações para cerca de 15 a 20 famílias em Norwalk e Willard, neste domingo (10).

"Como você pode imaginar, as famílias estão com medo, estão trancadas em suas casas, não vão conseguir as necessidades básicas neste momento", disse Cruz. "Então, estamos tentando ajudar a comunidade a ajudar essas famílias e um monte de organizações ajudaram com doações".

O diretor-executivo do Centro, Victor Leandry, disse que o objetivo é cumprir as promessas feitas às famílias com as quais sua equipe está conectada. "Então, do meu ponto de vista, esta coleta é para termos a certeza de que se alguma família está pedindo alguma coisa e se nós prometermos ajudar, estamos fazendo isso".

De acordo com ele, muitas organizações participaram das coletas, mas essa comunidade está dispersa e as crianças estão mais dispersas agora, em lugares diferentes que é difícil alcançar. "Então, queremos ter a certeza de que os que conseguiremos suprir o que precisam", continuou.

Leandry ressaltou que a organização não está coletando roupas, mas o que as famílias disseram aos assistentes sociais de que precisavam - principalmente fraldas e fórmulas infantis.

As doações monetárias também são aceitas, pois podem ser usadas para pagar as contas das famílias, aluguel e colocar cartões pré-pagos para permitir que liguem para os que foram presos na terça-feira. Telefonemas para pessoas em centros de detenção de imigrantes custam cerca de US$ 3 por minuto e exigem um cartão de crédito para colocar dinheiro em uma conta para fazer a ligação, algo que muitas famílias não têm, segundo Cruz.

O Centro está recebendo dinheiro, cheques ou ordens de pagamento que devem ser feitos para o "El Centro de Servicios Sociales Inc", com uma nota sobre o propósito da doação.

O centro está aberto às 8:30 a.m. às 5:00 p.m., de segunda a quinta. "Somos a organização espanhola mais próxima daqui, então estamos tentando chegar a essas famílias e tentar ajudá-las o máximo possível", disse Cruz.

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News