Publicado em 11/07/2018 as 8:00am

Campanha pede ajuda para velório de catarinense morta no sábado, dia 07

A jovem Ariane Miranda Da Silva faleceu inesperadamente no sábado, 7 de julho, aos 26 anos de idade. Ela é filha do casal Dicionir e Vanda e irmã mais velha de Dyllan.

Campanha pede ajuda para velório de catarinense morta no sábado, dia 07 Ariane,à esquerda, em foto publicada na página da campanha

Ariane nasceu em 12 de outubro de 1991, em Santa Catarina. Ela chegou aos Estados Unidos em 1999, quando tinha sete anos de idade. A brasileira era carinhosamente chamada de Nani e Ari por pessoas próximas a ela.

Ela tinha uma grande personalidade, um sorriso lindo e uma gargalhada contagiante. As pessoas naturalmente gravitavam em sua direção. Ela era muito próxima da família e tinha um grande grupo de amigos. Ariane sempre tentou ajudar outras pessoas necessitadas. Sua família sempre se lembrará de sua última semana juntos em Cape Cod, onde ela estava dançando e fazendo piadas.

Ariane, apaixonada pelo seu irmão Dyllan, que tem neurofibromatose, o homenageou com uma tatuagem no braço. Todo mês de outubro, ela organizava a família e os amigos, além de criar camisetas para uma campanha de arrecadação de recursos para apoiar a NF.

Para ajudar nos custos de enterro e auxiliar os membros da família foi aberta uma página no site Go Fund Med. Ainda não foi divulgado quanto o valor total das despesas, mas a campanha visa arrecadar US$10 mil. Até a noite de terça-feira, dia 10, havia sido doado pouco mais de US$5,500.

Quem quiser colaborar pode acessar o site www.gofundme.com/in-ariane039s-honor e fazer uma doação de qualquer valor.

Fonte: Redação - Brazilian Times