Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 7/12/2018 as 1:00pm

Dona de casa de massagens é acusada de tráfico humano para fins sexuais

Esquema usava casas de massagem para explorar mulheres em regime de escravidão A...

Esquema usava casas de massagem para explorar mulheres em regime de escravidão

A proprietária de uma casa de massagem em Arlington (Massachusetts) foi presa na quarta-feira, dia 05, acusado de conexão com um grande esquema de tráfico humano na região de Boston. As informações foram divulgadas pelo escritório da Promotoria Distrital do Condado de Middlesex.

De acordo com a Procuradoria, a empresária Dan T. Zheng, 47, dona do Lisa Massage Therapy, na Massachusetts Avenue, foi preso no Rose Health Spa em Boston.

Ela foi entregue à polícia de Arlington para ser indiciada no Tribunal Distrital de Cambridge sob a acusação de tráfico de pessoas para escravidão sexual e envolvimento com prostituição, de acordo com o escritório da Promotoria.

Zheng também é dona de casas de massagem em Stoneham e Dracut. Seis trabalhadoras foram encontradas trancadas em quatro após meses de investigação. "A ré, supostamente, estava usando empresas em quatro comunidades, como fachada para fornecer serviços sexuais ilegais enquanto explorava as mulheres que foram empregadas por ela", disse a promotora Marian Ryan em um comunicado.

O gabinete do promotor do condado de Suffolk disse que depois que Zheng for indiciado em Cambridge, ela enfrentará acusações semelhantes em Boston.

Em junho, a Força-Tarefa contra o Tráfico Humano e a Exploração de Crianças realizada pelo FBI, em Boston, e a polícia de Malden começaram a vigiar os salões de massagem.

A polícia disse que descobriu que os clientes estavam recebendo ofertas e aceitando serviços sexuais depois dos programas de massagens pagando taxas adicionais.

Investigadores relataram que Zheng era a encarregada das operações nos salões e que, como parte da administração do negócio, ela agendou compromissos e transportou funcionárias de Boston para as casas de massagem para o trabalho.

Ela também é acusada de pagar um salário irrisório aos massoterapeutas e de segurar o restante do dinheiro pelos serviços prestados.

"Motivada pelo lucro, a senhora Zheng fez uma extensa operação criminosa tirando proveito das jovens vulneráveis que trabalhavam para ela vendendo-as para sexo", disse Harold H. Shaw, agente especial encarregado da divisão de Boston do FBI, em um comunicado. "O tráfico de pessoas é um crime que acontece ao nosso redor, muitas vezes à vista de todos, impactando a segurança de nossos bairros e nossa qualidade de vida. Quando os seres humanos são tratados como mercadorias, eles não são apenas maltratados fisicamente, mas emocionalmente e financeiramente".

Fonte: Redação - Brazilian Times

Top News