Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 16/09/2019 as 5:00pm

Familiares pedem ajuda para translado de brasileira morta em Massachusetts

Na madrugada do dia 08, Yamily Ribeiro Harvey, 32 anos, foi encontrada morta em seu apartamento...

Familiares pedem ajuda para translado de brasileira morta em Massachusetts Foto de Yamily usada na página da campanha.

Na madrugada do dia 08, Yamily Ribeiro Harvey, 32 anos, foi encontrada morta em seu apartamento na cidade de Chelmsford (Massachusetts). De acordo com informações de amigos, a morte ocorreu devido a um mal súbito, mas as autoridades ainda não divulgaram a verdadeira causa. Isso ocorrerá somente após o dia 09 de outubro.

A família, que é natural de Manaus (Amazonas) iniciou uma campanha para custear as despesas do translado do corpo ao Brasil. Para isso, uma conta foi aberta no site GoFundMe com o objetivo de arrecadar a quantia de US$10 mil.

De acordo com mensagens publicadas por amigos nas redes sociais, Yamily era uma pessoa extrovertida, estava sempre rindo e prestativa para ajudar o próximo.

O corpo está em uma funerária na cidade de Revere (MA) e os seus familiares estão desesperados, pois o tempo está passando e a quantia ainda não foi alcançada. Até a tarde deste domingo, dia 15, havia sido arrecado quase US$5 mil.

Ela não tinha familiares nos Estados Unidos e deixa duas filhas, que moram no Brasil, além da mãe e uma irmã. Para ajudar é só acessar o link  e fazer uma doação de qualquer valor.

ESCLARECIMENTO

Alguns brasileiros questionaram o fato de haver duas campanhas, mas a internauta e amiga de Yamily desde 2014, Mari Assis, explicou que existem dois links de arrecadação, sendo que um foi criado em Manaus para os amigos que moram no Brasil e outro criado pelo responsável do processo de translado no nos EUA. “Os dois links são reais e tem como objetivo pagar os custos do funeral aqui para que amigos próximos possam se despedir. O custo do translado para o Brasil é muito caro e um funeral”, disse.

Fonte: Redação - Brazilian Times.

Top News