Chegou o Classificado do Brazilian Times. Divulgue ou busque produtos e serviços agora mesmo!

Acessar os Classificados

Publicado em 12/12/2019 as 11:00am

Câmara aprova que brasileiros com cidadania portuguesa empreendam nos EUA

Chamado de HR 565, o projeto permite que portugueses sejam admitidos nos Estados Unidos como...

Câmara aprova que brasileiros com cidadania portuguesa empreendam nos EUA O especialista em negócios internacionais, André Duek.

Chamado de HR 565, o projeto permite que portugueses sejam admitidos nos Estados Unidos como comerciantes ou investidores “não-imigrantes”. Eles receberiam a classificação de Visto E-1 ou E-2, o que acontece com cidadãos italianos e outros países europeus.

A proposta de lei que foi aprovada pela Comissão Judiciária da Câmara dos Representantes do Congresso, permite que brasileiros com cidadania portuguesa também possam empreender e residir nos EUA com o Visto E-2. Esta iniciativa é chamada de "Advancing Mutual Interests and Growing Our Sucess Act".

Um relatório divulgado pelo Departament of Homeland Security -- DHS nos EUA mostra que o número de E-2 emitidos pelo Governo aumentou nos últimos anos. Saltou de 36.825 em 2014 para 41.181 em 2018.

Para o especialista em negócios internacionais, André Duek, que empreende há mais de sete anos nos Estados Unidos, se aprovada, a medida poderá além de conceder residência temporária aos brasileiros, também abrirá portas no Mercado norte-americano. “Embora não conceda residência permanente - o famoso Green Card - o E-2 é uma excelente forma de começar o caminho imigratório da forma correta neste país. É uma forma de conhecer o mercado e poder arriscar em investimentos não tão comuns”, afirmou.

A categoria de vistos E é voltada para pessoas originalmente de países com os quais os Estados Unidos mantém tratados de comércio e navegação. De acordo com dados do Departamento de Estado americano, espera-se que se aprovada a lei H.R. 565 atraia até 500 investidores com cidadania portuguesa aos EUA. O relatório não considera estrangeiros com cidadania portuguesa e este número pode ser muito maior.

Os detentores dos vistos E-1 e E-2, e seus cônjuges e filhos, são admitidos nos Estados Unidos por até dois anos. Eles podem prolongar sua estadia indefinidamente se continuarem a atender aos requisitos de elegibilidade. Após aprovação na Comissão Judiciária da Câmara dos Representantes do congresso norte-americano, a proposta seguirá para o Senado e - sem for bem-sucedida - enviada para promulgação do Presidente Donald Trump.

Atuante há 33 anos no mercado nacional e internacional, André Duek é um empresário com experiência na gestão de grandes empresas no Brasil como as marcas de moda Forum e Triton. Nos EUA há 7 anos, consolidou, entre vários negócios de sucesso, como a Duek Realty que é uma boutique imobiliária especializada em atender estrangeiros e a primeira empresa de locação de motorhomes gerida por brasileiros no país, a Duek Motorhomes. Fora do escopo empresarial, é comentarista de automobilismo na TV, rádio e na maior plataforma de streaming digital de esportes do mundo.

Fonte: Redação - Brazilian Times.

Top News