Publicado em 7/12/2009 as 12:00am

Tarifas aéreas devem subir até 20% em 2010

Os passageiros das companhias aéreas brasileiras deverão vivenciar em 2010 um aumento médio entre 10% e 20% das tarifas cobradas pelas empresas. A estimativa foi feita pelo presidente da Azul Linhas Aéreas, Pedro Janot, que ressalta a tendência de um movi

Os passageiros das companhias aéreas brasileiras deverão vivenciar em 2010 um aumento médio entre 10% e 20% das tarifas cobradas pelas empresas. A estimativa foi feita pelo presidente da Azul Linhas Aéreas, Pedro Janot, que ressalta a tendência de um movimento de recomposição de tarifas no ano que vem, depois de passada a turbulência provocada pela crise financeira internacional, que levou as empresas brasileiras a estimular, com promoções, a demanda de passageiros.

"As promoções no ano que vem serão mais inteligentes, mais segmentadas. Os preços tendem a ter mais estabilidade, com tarifas mais altas", frisou Janot, lembrando que este ano houve, além do estímulo à demanda em um cenário de crise, uma briga entre TAM e Gol por fatias maiores de mercado.


O executivo lembrou que as companhias menores continuarão balizando suas promoções nos movimentos feitos pelas duas maiores empresas brasileiras do setor, que juntas detêm mais de 86% do mercado doméstico. Apesar da estimativa de alta nos preços, Janot ressaltou que entre 2002 e 2008 as menores tarifas se concentraram no período entre agosto e outubro de 2002 e, deflacionadas pelo IPCA, os preços atuais estão 40% abaixo dos praticados no período.


" O que vai haver no ano que vem será uma recomposição tarifária " , afirmou o executivo. O presidente da companhia deixou claro que a Azul pretende continuar estimulando promoções para clientes que comprarem passagens com pelo menos 30 dias de antecedência.


Segundo ele, nesses casos a intenção da empresa é manter as tarifas competitivas em relação aos preços cobrados pelas empresas de ônibus. O diretor de marketing da Azul, Gianfranco Beting, citou o exemplo da passagem entre São Paulo e Recife, que sai por cerca de R$ 250 em ônibus e entre R$ 180 e R$ 190 para os clientes da Azul que compram com antecedência.


Janot revelou ainda que a empresa tem a intenção de abrir capital, possivelmente em 2011 ou 2012, quando " o mundo melhorar um bocadinho " .


" O projeto é fazer IPO (sigla inglesa para oferta pública inicial de ações) e o momento está chegando. Oxalá seja com a economia em boa situação e com os 49% aprovados no Congresso " , disse Janot, em referência ao projeto que tramita no Legislativo para permitir o aumento do limite da participação de estrangeiros em empresas aéreas dos atuais 20% para 49%.


Para este ano, o executivo espera o recebimento de mais uma aeronave E-195, para fechar o ano com 14 modelos da Embraer. A expectativa é de receber mais sete aparelhos no ano que vem, e Janot não descartou a possibilidade de elevar esse número em função da demanda e da capacidade de fornecimento.


O executivo, que participou da comemoração pelo transporte do passageiro de número 2 milhões pela empresa em menos de um ano de operação, afirmou que a expectativa é de uma frota de 56 aviões em 2013, com opções fechadas com a Embraer para até 78 aeronaves até 2016. A projeção é de que a empresa atinja o patamar de 4 milhões de passageiros transportados no ano que vem e de 8 milhões em 2011.

Fonte: (G1)