Publicado em 5/07/2011 as 12:00am

China deve investir cerca de R$ 7 bi em alta tecnologia no Brasil neste ano

A China irá investir este ano cerca de nove bilhões de dólares (R$ 14 bilhões) no Brasil, metade desta quantia na indústria de alta tecnologia, anunciou o secretário-executivo do ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Tei

A China irá investir este ano cerca de nove bilhões de dólares (R$ 14 bilhões) no Brasil, metade desta quantia na indústria de alta tecnologia, anunciou o secretário-executivo do ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Alessandro Teixeira, ao jornal "China Daily".

O Brasil vende sobretudo matérias-primas para a China, principal sócio comercial do país e maior investidor estrangeiro em 2010, e quer diversificar suas exportações para produtos com alto valor agregado.

No fim de 2009, 95% dos investimentos chineses acumulados no Brasil, que chegavam a 12,67 bilhões de dólares, foram feitos nas áreas de energia (45%), agricultura (20%), minas (20%) e siderurgia (10%), segundo o banco Bradesco, em dados citados pelo jornal chinês.

Em 2010, os investimentos aumentaram a US$ 17 bilhões, de acordo com o China Daily, que não apresenta detalhes dos gastos.

O Brasil pediu às empresas chinesas que iniciem investimentos em setores diferentes para reequilibrar a balança. Teixeira afirmou ao jornal de Pequim que para investir em agricultura a partir de agora as empresas estrangeiras terão que encontrar sócios locais.

Durante uma visita ao Brasil em maio, o ministro do Comércio chinês, Chen Deming, afirmou estar interessado em investimentos na modernização das infraestruturas do país.

A China se tornou em 2010 o principal pareceiro comercial do Brasil, superando os Estados Unidos.

"As matérias-primas constituem 70% do comércio bilateral", disse Teixeira, que defendeu uma melhor relação comercial na área de tecnologia.

As empresas chinesas de telecomunicação Huawei e ZTE fizeram investimentos importantes inversiones no Brasil nos últimos anos, afirma o China Daily, que lembra que a ZTE criou um parque industrial em Hortolândia, interior de São Paulo.

Fonte: UOL.COM.BR