Publicado em 19/08/2011 as 12:00am

Preço do álcool faz vendas caírem fortemente, diz BR Distribuidora

O aumento de cerca de 30% dos preços do álcool em comparação com o ano passado fez com que a proporção de venda de combustíveis pela Petrobras Distribuidora (BR) mudasse, com forte aumento da gasolina sobre o etanol, informou o presidente da companhia, Jo

O aumento de cerca de 30% dos preços do álcool em comparação com o ano passado fez com que a proporção de venda de combustíveis pela Petrobras Distribuidora (BR) mudasse, com forte aumento da gasolina sobre o etanol, informou o presidente da companhia, José Lima de Andrade Neto.

No ano passado, a proporção de consumo era de 75% de gasolina contra 25% de álcool. Em abril deste ano, com a entressafra de cana-de-açúcar, a BR chegou a vender 93% de gasolina e 7% de álcool, na comparação com os combustíveis vendidos para motores de ciclo Otto. Atualmente, com a entrada da safra, que veio prejudicada por problemas climáticos e por redução de investimentos no setor após a crise de 2008, a proporção está em 83% de gasolina e 17% de álcool.

O presidente da BR Distribuidora disse que atualmente todos os Estados brasileiros estão recebendo álcool, porque, devido aos elevados preços, o consumo foi reduzido. "Não entendo porque alguém ainda usa álcool", disse. "Ainda não vale a pena", acrescentou.

Atualmente, um litro de álcool sai das refinarias a um preço entre R$ 1,20 e R$ 1,30, enquanto a gasolina sai a R$ 1,05. A diferença que torna a gasolina mais cara é tributária, disse Lima, que participou de um evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

Fonte: UOL.COM.BR