Publicado em 21/09/2011 as 12:00am

Dólar tem forte alta e passa de R$ 1,80 nesta quarta-feira; Bolsa sobe

A cotação do dólar comercial tem forte alta nesta quarta-feira (21), passando a barreira de R$ 1,80, em meio ao tom negativo dos mercados internacionais. Às 10h10, a moeda norte-americana subia 1,58%, vendida a R$ 1,819 (veja no UOL gráfico com as últimas

A cotação do dólar comercial tem forte alta nesta quarta-feira (21), passando a barreira de R$ 1,80, em meio ao tom negativo dos mercados internacionais. Às 10h10, a moeda norte-americana subia 1,58%, vendida a R$ 1,819 (veja no UOL gráfico com as últimas atualizações). O euro tinha valorização de 1,52%, a R$ 2,486.

Há apreensão nos mercados antes do anúncio de política do Fed, (Federal Reserve, o banco central dos EUA), com expectativa de que o banco central revele novas medidas para estimular o crescimento da economia norte-americana.

Ontem, o dólar fechou com a maior cotação desde 1º de julho de 2010. A moeda acumula alta de 12,45% em setembro. No ano, a valorização é de 7,49%.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em alta de 1,03%, aos 56.956,86 (siga no UOL Economia gráfico da Bovespa com atualização constante).

cotação do dólar comercial tem forte alta nesta quarta-feira (21), passando a barreira de R$ 1,80, em meio ao tom negativo dos mercados internacionais. Às 10h10, a moeda norte-americana subia 1,58%, vendida a R$ 1,819 (veja no UOL gráfico com as últimas atualizações). O euro tinha valorização de 1,52%, a R$ 2,486.

Há apreensão nos mercados antes do anúncio de política do Fed, (Federal Reserve, o banco central dos EUA), com expectativa de que o banco central revele novas medidas para estimular o crescimento da economia norte-americana.

Ontem, o dólar fechou com a maior cotação desde 1º de julho de 2010. A moeda acumula alta de 12,45% em setembro. No ano, a valorização é de 7,49%.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em alta de 1,03%, aos 56.956,86 (siga no UOL Economia gráfico da Bovespa com atualização constante).

maior cotação desde 1º de julho de 2010. A moeda acumula alta de 12,45% em setembro. No ano, a valorização é de 7,49%.

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) opera em alta de 1,03%, aos 56.956,86 (siga no UOL Economia gráfico da Bovespa com atualização constante).

siga no UOL Economia gráfico da Bovespa com atualização constante).

Bolsas internacionais

As Bolsas de Valores da Europa operam em baixa. O tema crise da dívida europeia, especialmente Grécia, permanece na pauta dos investidores, que também estão atentos ao movimento das ações de bancos e de empresas ligadas a matérias-primas.

Os agentes olham ainda para os Estados Unidos, especificamente para o fim do encontro do banco central americano, que pode anunciar novas medidas para estimular a economia. Pelo menos, essa é a expectativa de muitos participantes nos mercados financeiros.

A maioria das Bolsas de Valores asiáticas fechou em alta, com investidores aguardando o fim da reunião de política monetária do Federal Reserve na expectativa de novas medidas de estímulo à economia dos Estados Unidos.

O dólar caiu perto da mínima recorde contra o iene, pressionado por fortes vendas realizadas pelas exportadoras japonesas.

(Com informações de Reuters ) 

As Bolsas de Valores da Europa operam em baixa. O tema crise da dívida europeia, especialmente Grécia, permanece na pauta dos investidores, que também estão atentos ao movimento das ações de bancos e de empresas ligadas a matérias-primas.

Os agentes olham ainda para os Estados Unidos, especificamente para o fim do encontro do banco central americano, que pode anunciar novas medidas para estimular a economia. Pelo menos, essa é a expectativa de muitos participantes nos mercados financeiros.

A maioria das Bolsas de Valores asiáticas fechou em alta, com investidores aguardando o fim da reunião de política monetária do Federal Reserve na expectativa de novas medidas de estímulo à economia dos Estados Unidos.

O dólar caiu perto da mínima recorde contra o iene, pressionado por fortes vendas realizadas pelas exportadoras japonesas.

(Com informações de Reuters ) 

O dólar caiu perto da mínima recorde contra o iene, pressionado por fortes vendas realizadas pelas exportadoras japonesas.

(Com informações de Reuters ) 

Fonte: UOL.COM.BR