Publicado em 15/07/2012 as 12:00am

Confiante e ganhando mais, brasileiro se descontrola com as dívidas

O desemprego sempre foi a principal causa da inadimplência do brasileiro no entanto, o descontrole vem ocupando cada vez mais esse espaço.

O desemprego sempre foi a principal causa da inadimplência do brasileiro no entanto, o descontrole vem ocupando cada vez mais esse espaço.

"Ganhando mais, o brasileiro ficou mais confiante e passou a assumir dívidas que nem sempre tem condições de pagar", afirma o diretor de inovação e sustentabilidade da Boa Vista, Fernando Consenza.

O executivo completa: "É comum o trabalhador arrumar um novo emprego, com um salário mais alto que o anterior, se sentir confiante e exagerar nos gastos. A pessoa começa a ganhar R$ 500 a mais e assume dívidas onde compromete R$ 700 a mais. Assim, obviamente, ele acaba se atrapalhando com as dívidas e acaba entrando na lista de inadimplentes".

Se endividar não é ruim...

Para Flavio Calife, do mesmo departamento da Boa Vista, se endividar não é ruim. "O ruim é não planejar de forma precisa quanto se pode gastar e terminar comprometendo mais do que se ganha e assim se tornar inadimplente".

Segundo ele, usar o aumento de renda para melhorar a qualidade de vida, por meio da compra de bens de consumo, é bastante aceitável, o problema é usar apenas as contas mentais e acabar não conseguindo pagar os financiamentos assumidos, muitas vezes no impulso.

"Não podemos esquecer que, apesar das quedas na taxa básica de juros, os juros ao consumidor ainda são altos. Se o consumidor vê o preço do produto e acha que dá para pagar, precisa colocar no papel o quanto vai pagar de juros, para não se surpreender depois. O consumidor brasileiro até sabe que paga bastante em juros, mas nem sempre calcula quanto esses juros custam de fato".

Fonte: uol.com.br

Top News