Publicado em 2/12/2012 as 12:00am

Dólar sobe quase 5% no mês e fecha em R$ 2,131

O dólar comercial terminou novembro com alta acumulada de quase 5% (foram exatamente 4,95%), fechando a R$ 2,131 na venda. É o maior valor de fechamento desde 5 de maio de 2009 (R$ 2,149). Só nesta sexta-feira (30), o dólar subiu 1,61%. No ano, o dólar te

O dólar comercial terminou novembro com alta acumulada de quase 5% (foram exatamente 4,95%), fechando a R$ 2,131 na venda. É o maior valor de fechamento desde 5 de maio de 2009 (R$ 2,149). Só nesta sexta-feira (30), o dólar subiu 1,61%. No ano, o dólar tem alta acumulada de 14%.

O ganho da Bovespa no mês foi bem mais modesto que o do dólar: a Bolsa acumulou alta de 0,71% em novembro. Nesta sexta, o Ibovespa (principal índice da Bolsa) caiu 0,65%, a 57.474,57 pontos. No ano, acumula alta de 1,27%.

Um dos motivos para a subida acentuada do dólar nesta sessão foi a divulgação do crescimento do PIB do terceiro trimestre abaixo do esperado por analistas. O crescimento foi de 0,6% em relação ao segundo trimestre e de 0,9% em relação ao terceiro trimestre do ano passado.

O baixo crescimento deixou os investidores preocupados, porque sugere que o governo pode lançar mão de um real mais desvalorizado e juros mais baixos para estimular a economia. Os operadores também ficaram em alerta para uma possível atuação do Banco Central, que não aconteceu.

Bolsas internacionais

As ações europeias encerraram quase estáveis nesta sexta-feira (30), fechando um mês de ganhos com investidores apostando que o pior da crise da dívida da Europa já passou e que um acordo sobre o orçamento dos Estados Unidos será atingido antes do fim do ano.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em queda de 0,22%, aos 1.119 pontos, depois de atingir uma máxima de 1.125 pontos durante a sessão, nível não visto desde julho de 2011.

O índice teve ganhos de 2,2% em novembro, o sexto mês consecutivo de alta, a maior sequência de ganhos mensais em oito anos.

As ações asiáticas atingiram o maior nível em nove meses. As ações australianas avançaram 0,63%, para uma nova máxima em três semanas, ajudadas por ações nos setores de mineração e de bancos. As ações de Xangai tiveram ganhos de 0,85%, o primeiro ganho da semana depois de ter recuado para o menor nível em quase quatro anos no começo desta semana.

Hong Kong avançou 0,49%. As ações indianas registravam alta de 0,76%, o maior nível em 19 meses. O índice Nikkei do Japão subiu 0,48%, para o maior nível de fechamento em sete meses, registrando o melhor mês desde fevereiro, com ganho de 5,8%.

Fonte: uol.com.br