Publicado em 11/03/2013 as 12:00am

Mercado eleva projeção para taxa de juros a 8% neste ano

O mercado elevou sua projeção para a taxa da juros (Selic) neste ano a 8%, ante 7,25% atualmente, depois de o Banco Central ter deixado a porta aberta para a elevação dos juros no futuro, mostrou a pesquisa Focus da autoridade monetária divulgada nesta se

O mercado elevou sua projeção para a taxa da juros (Selic) neste ano a 8%, ante 7,25% atualmente, depois de o Banco Central ter deixado a porta aberta para a elevação dos juros no futuro, mostrou a pesquisa Focus da autoridade monetária divulgada nesta segunda-feira (11).

A mudança, após 16 semanas seguidas sem alteração na projeção, aconteceu depois que o BC retirou do comunicado da reunião em que manteve a taxa báxica de juros em 7,25% a indicação de que ela ficaria em níveis baixos por um período "suficientemente prolongado".

Entre o Top 5 --instituições que mais acertam as projeções-- a aposta é de alta ainda maior este ano, para 8,5%, ante 7,25% na semana anterior.

Para 2014 os analistas mantiveram a projeção de Selic a 8,25% pela 11ª vez seguida, na mediana das estimativas.

A nova postura do BC veio diante de um cenário de pressão inflacionária preocupante neste ano, que intensificou no mercado de juros futuros as apostas de alta da Selic já em abril ou maio.

Na sexta-feira, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, mostrou desaceleração em fevereiro a 0,6%, mas o resultado ainda ficou acima das expectativas, chegando a 6,31% em 12 meses.

Os analistas consultados no Focus voltaram a elevar a projeção para o IPCA em 2013, a 5,82%, ante 5,7% na semana anterior. Para 2014 a projeção continua sendo de inflação de 5,5%.

Um aperto da política monetária tornaria o país mais atrativo para o capital estrangeiro. Diante disso, na sexta-feira, o dólar fechou abaixo de R$ 1,95 pela primeira vez em dez meses, sob a expectativa crescente de que o Banco Central elevará a taxa básica de juros para conter pressões inflacionárias.

Ainda assim, no Focus os analistas mantiveram pela segunda semana seguida a perspectiva de que a moeda norte-americana encerrará 2013 a R$ 2.

Sobre a economia, a projeção é de crescimento de 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013, ante 3,09% anteriormente. Para 2014, os analistas reduziram a expectativa de expansão a 3,5%, ante 3,65% na pesquisa anterior.

Por sua vez, a projeção para o crescimento da produção industrial neste ano foi elevada a 3%, ante 2,86% anteriormente.

(Com Reuters)

Fonte: uol.com.br