Publicado em 20/03/2013 as 12:00am

Em 2012, 95% dos reajustes salariais ficaram acima da inflação

O ano de 2012 foi positivo para os trabalhadores, no que diz respeito às renegociações salariais. Ao menos, é o que aponta o "Balanço das Negociações dos Reajustes Salariais de 2012", divulgado nesta quarta-feira (20) pelo Dieese (Departamento Intersindic

O ano de 2012 foi positivo para os trabalhadores, no que diz respeito às renegociações salariais. Ao menos, é o que aponta o "Balanço das Negociações dos Reajustes Salariais de 2012", divulgado nesta quarta-feira (20) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

De acordo com o estudo, no ano passado, cerca de 95% dos reajustes resultaram em ganhos reais aos salários, o que coloca 2012 como o ano mais expressivo em termos de negociações com reajustes acima da inflação desde 1996.

No ano passado, o valor médio do aumento real foi de 1,96% acima do INPC-IBGE --Índice Nacional de Preços ao Consumidor do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística--, o maior no período analisado.

Setores

Entre os setores econômicos analisados, a Indústria foi a que apresentou a maior incidência de aumentos reais em 2012, 97,5%, seguido pelo Comércio, 96%, e pelo setor de Serviços, 90%.

Quanto aos reajustes obtidos pelas unidades de negociação conforme o tipo de instrumento normativo assinado, cerca de 96% das que assinam convenções coletivas de trabalho (contrato entre entidades sindicais de trabalhadores e patronais, que abrange toda ou parte de uma categoria profissional) conquistaram aumento real, percentual que cai para 86% entre os acordos coletivos de trabalho (contrato assinado por entidades sindicais de trabalhadores e empresas , que abrange todos ou parte dos trabalhadores destas empresas).

Fonte: uol.com.br

Top News